Mundia de Clubes

Emerson Sheik, o brasileiro de alma japonesa

Corintiano se mostrou emocionado quando agradeceu ao Japão por o ter acolhido durante os seis anos que jogou no país asiático

AFP
AFP
Publicado em 07/12/2012 às 16:12
Corintiano se mostrou emocionado quando agradeceu ao Japão por o ter acolhido durante os seis anos que jogou no país asiático FOTO:
Leitura:

NAGOYA, Japão - Márcio Passo de Albuquerque, conhecido como Emerson "Sheik", volta ao Japão com o Corinthians para disputar o Mundial de Clubes da Fifa, sete anos após sua saída do país que o forjou como jogador profissional, e nesta sexta-feira (7/12) mandou uma mensagem de agradecimento aos japoneses.

Em Nagoya, Emerson se mostrou emocionado quando agradeceu ao Japão por o ter acolhido durante os seis anos que jogou no país asiático. Agora com 34 anos, o jogador tinha apenas 22 anos quando saiu do São Paulo para jogar pelo Consadole Sapporo.

Depois jogou quatro anos no Al Sadd do Qatar, uma temporada no Rennes francês e outra no Al Ain dos Emirados Árabes, antes de regressar ao Brasil onde foi tricampeão brasileiro por três clubes diferentes (Flamengo em 2009, Fluminense em 2010 e Corinthians em 2011).

De sua passagem pelo Al Sadd, ganhou o passaporte catariano e teve a oportunidade de jogar pela seleção do país do Golfo Pérsico nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. Mas o jogador, nascido em Nova Iguaçu, quis agradecer um pouco do carinho que recebeu enquanto jogador no Japão.

"Falo com muito carinho do povo japonês. Aqui cresci como atleta e como pessoa. Os seis anos que passei aqui foram os mais importantes para mim e levo isso comigo com orgulho. É um povo maravilhoso", disse.

"As condições de vida que tinha no Rio de Janeiro eram muito piores que aqui. Aprendi muito no Japão em relação à educação das pessoas e do respeito ao próximo. Este país me conquistou", declarou o jogador.

Em 2000, ele chegou ao Consadole Sapporo, no ano seguinte foi para o Kawasaki e entre 2001 e 2005 jogou no Urawa Red Diamonds, onde foi artilheiro do Campeonato Japonês de 2004.

Emerson é o líder dos samurais do Corinthians, que ainda conta com o meia Danilo, que jogou no Kashima Antlers entre 2007 e 2009, e o lateral Fábio Santos, também jogador do Kashima em 2006.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias