belo horizonte

Festa para Dagoberto reúne 1,5 mil cruzeirenses

Tratado como ídolo no Cruzeiro, apesar de ter saído de São Paulo e Internacional pela porta dos fundos, Dagoberto disse se empolgar com o apoio da torcida

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 18/01/2013 às 16:18
Leitura:

Quando apresentou um pacotão de 10 reforços, o Cruzeiro preparou uma festa na parte interna do Mineirão, focada na imprensa. Já para apresentar Dagoberto, principal contratação para 2013, o clube preferiu que o atacante sentisse o calor do torcedor. Nesta sexta-feira (18), o ex-jogador do Inter foi recebido por 1,5 mil cruzeirenses na Toca da Raposa.

Tratado como ídolo no Cruzeiro, apesar de ter saído de São Paulo e Internacional pela porta dos fundos, Dagoberto disse se empolgar com o apoio da torcida. "Essas coisas marcam muito na nossa vida e fazem com que você tenha um algo a mais a cada treino e a cada jogo", afirmou o atacante, em sua apresentação.

Desde o fim de julho, Dagoberto participou de apenas oito jogos, sendo titular em somente quatro. O jogador, que combinou atuações ruins com problemas físicos nos seus últimos meses de Internacional, se diz pronto para atuar com regularidade pelo Cruzeiro.

“Tive a infelicidade de ter algumas lesões no ano passado, mas vida de jogador de futebol é assim mesmo. Estamos trabalhando nessa parte, para fortalecer bem, para que não aconteça mais. Tendo uma sequência, tudo se torna mais fácil. O trabalho está muito bom, a melhora neste começo já é nítida. Tem muito tempo até o jogo ainda. Vamos trabalhar forte para estar bem”, disse o atacante, que quer estrear no clássico contra o Atlético, na abertura do Mineirão, dia 3 de fevereiro.

O jogador de 29 anos assinou contrato de três anos com o Cruzeiro e mostrou-se empolgado em voltar a atuar ao lado de Borges, com quem formou dupla de ataque no São Paulo. "Tinha outras coisas, mas optei pelo Cruzeiro pelo que os amigos me falaram. Conversei muito com o Borges. É um cara com quem me dei bem jogando junto, e temos outros excelentes jogadores aqui, como o Fábio, que é ídolo da torcida, o Diego (Souza), o Tinga, o Ceará", comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias