pode vir!

Gilson Kleina diz esperar Riquelme 'de braços abertos'

Apesar de fazer uma ressalva com relação às condições físicas de Riquelme, que já tem 34 anos e está afastado do futebol desde julho, Gilson Kleina afirmou que, se a contratação for mesmo concretizada, se trata de um grande reforço

Elton Ponce
Elton Ponce
Publicado em 18/01/2013 às 17:31
Leitura:

O técnico Gilson Kleina ficou animado com a possibilidade do Palmeiras ter o reforço de Riquelme. Depois da viagem do presidente Arnaldo Tirone para Buenos Aires, o clube já fez um acordo com o jogador, mas ainda falta assinar o contrato. Diante da proximidade do acerto, o treinador admitiu em entrevista nesta sexta-feira (18) que espera o veterano meia argentino "de braços abertos".

Apesar de fazer uma ressalva com relação às condições físicas de Riquelme, que já tem 34 anos e está afastado do futebol desde julho, Gilson Kleina afirmou que, se a contratação for mesmo concretizada, se trata de um grande reforço. "A parte técnica é inegável, é de alto nível. Esperamos ele de braços abertos", disse o técnico, que vem sofrendo com o elenco reduzido nesta temporada.

Gilson Kleina gostou principalmente de ficar sabendo que Riquelme teria dito a Tirone que quer jogar no Palmeiras. "É importante ouvir isso do atleta. Alguém desse potencial está optando por vir pra cá", avaliou o treinador, lembrando, porém, que o clube ainda espera o desfecho do negócio. "O que sei é que estamos esperando o pronunciamento do Riquelme. O Palmeiras fez tudo o que podia fazer."

Já projetando a chegada do reforço, o treinador do Palmeiras faz planos para o futuro. "Vamos tentar dar uma recepção para ele se adaptar logo. Ele vai se sentir em casa, nosso torcedor é tão vibrante quanto o do Boca", comparou Gilson Kleina, que revelou ter sido consultado sobre uma possível contratação de Riquelme ainda em dezembro e, segundo ele, não colocou "empecilho".

A possível chegada de Riquelme anima Gilson Kleina, mas também traz uma preocupação: a situação física do veterano astro. O treinador lembrou que o Palmeiras pode fazer até 84 jogos durante a temporada e que o calendário do futebol brasileiro é bastante exigente. "Vamos fazer todas as avaliações para ver a condição (do jogador)", explicou o comandante palmeirense, ansioso pelo novo reforço.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias