paulistão

Corinthians e Palmeiras fazem clássico no Pacaembu

O clássico deste domingo é o único confirmado neste ano entre eles

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 17/02/2013 às 9:45
Leitura:

Naquele que pode ser o único clássico do ano entre os eternos rivais, Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste domingo (17), a partir das 16 horas, no Pacaembu, pela oitava rodada do Paulistão. Do lado corintiano, mesmo sem ninguém admitir publicamente, é um "treino de luxo" antes da estreia na Libertadores. Para os palmeirenses, é a chance de afirmação para um time em reformulação.

O clássico deste domingo é o único confirmado neste ano entre eles. Como o Palmeiras caiu para a Série B e não poderá jogar contra o Corinthians no Campeonato Brasileiro, os dois só voltarão a se enfrentar se houve algum cruzamento em fases eliminatórias, seja no próprio Paulistão ou na Libertadores e na Copa do Brasil. Por isso, pode ser uma chance isolada de bater o rival em 2013.

A situação dos rivais é completamente oposta. O Corinthians entra em campo como atual campeão da Libertadores e do Mundial. Manteve a base vencedora do ano passado e ainda buscou reforços badalados como Alexandre Pato. O Palmeiras, por sua vez, sofre o trauma do rebaixamento para a Série B do Brasileiro e, com enormes dificuldades financeiras, ainda tenta montar o elenco da temporada.

Apesar desse cenário totalmente favorável - contando também com o apoio da torcida, que será enorme maioria neste domingo no Pacaembu que certamente estará lotado (o mando de campo é corintiano) -, o Corinthians descarta o favoritismo no clássico. O discurso do técnico Tite e de seus comandados é de enorme respeito pelo Palmeiras, mesmo sabendo que o rival não vive uma fase tão boa.

Mesmo ressaltando a importância da estreia na Libertadores, marcada para acontecer na quarta-feira, contra o San Jose, Tite prega concentração total no clássico deste domingo. Na avaliação dele, nada como um duelo com o rival Palmeiras para preparar o Corinthians para o desafio que terá na Bolívia. Além disso, o treinador ainda busca fazer pequenos ajustes no time neste começo de temporada. 

Pensando justamente em acertar o time, Tite manteve a escalação, deixando o astro Alexandre Pato como opção no banco de reservas. A novidade corintiana é a volta do goleiro Cássio, herói da Libertadores e do Mundial, que ainda não jogou na temporada porque estava se recuperando de uma lesão no ombro esquerdo. Assim, o Corinthians terá força máxima - a exceção é Chicão, ainda contundido.

Enquanto isso, o Palmeiras coleciona indefinições. Com o planejamento prejudicado pela eleição presidencial ocorrida em 21 de janeiro, o elenco palmeirense está em processo de reformulação. Mais de 20 jogadores foram embora depois do rebaixamento no ano passado e os reforços ainda estão chegando. Para complicar, titulares como o meia Valdivia e o atacante Maikon Leite estão contundidos.

Mesmo depois de ter perdido o artilheiro Barcos, negociado com o Grêmio, o Palmeiras deu uma demonstração de força na última quinta-feira, quando mostrou raça para vencer o Sporting Cristal na estreia na Libertadores. Por isso mesmo, o técnico Gilson Kleina deve manter a mesma escalação neste domingo, quando a esperança palmeirense é surpreender o favorito Corinthians no Pacaembu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias