campeonato carioca

Flamengo e Botafogo fazem duelo de líderes no Rio

Dos camisas 10, por exemplo: Seedorf, pelo lado botafoguense, e Carlos Eduardo, que deve estrear como reforço flamenguista

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 17/02/2013 às 9:25
Leitura:

 

O clássico deste domingo entre Flamengo e Botafogo, que reúne os líderes dos grupos A e B da Taça Guanabara, tem tudo para ser um duelo não só das equipes como um todo, mas de alguns jogadores em particular. Dos camisas 10, por exemplo: Seedorf, pelo lado botafoguense, e Carlos Eduardo, que deve estrear como reforço flamenguista. E tem também as revelações: Rafinha, do Flamengo, contra Vitinho, do Botafogo - dois garotos que cresceram muito nas últimas partidas. 

Apesar de ter escalado o meia em todos os treinamentos durante a semana, o técnico Dorival Júnior desconversou sobre a escalação de Carlos Eduardo como titular neste domingo. "Ele vai jogar. Só não sei se vai iniciar ou não. Provavelmente inicie, mas ainda não é certo. Há uma dúvida entre o Cleber (Santana) e ele", despistou o comandante. Certo é que, se entrar em campo, o novo contratado não deve jogar os 90 minutos, já que ainda está sem ritmo de jogo.

Já no lado botafoguense está mais uma vez confirmada a participação do maestro Seedorf. A semana no Botafogo foi marcada pela troca de elogios entre o técnico Oswaldo de Oliveira e o meia holandês, que saiu em defesa do treinador, alvo de muitas críticas da torcida, e afirmou ver ele como um profissional "único" no meio da bola. Para o comandante, as afirmações do jogador evidenciaram a boa relação do elenco do clube.

Sem o meia Andrezinho, ainda se recuperando de lesão, Oswaldo de Oliveira deve mais uma vez escalar Vitinho como titular. "Sei o que ele pode evoluir e o que já evoluiu. É preciso muito cuidado com isso. São adolescentes, jogadores em formação", disse o treinador, que também deve improvisar o lateral-esquerdo Julio Cesar como volante, já que não pode contar com Marcelo Mattos e Renato, ambos lesionados.

Pelo lado flamenguista, a esperança está no jovem Rafinha, nova sensação da torcida, e também no atacante Hernane, artilheiro do Campeonato Carioca (sete gols em seis jogos). O volante Elias espera um "teste de fogo" para o time neste domingo. "O Botafogo é mais traiçoeiro, mais malandro, tem jogadores mais experientes no meio-campo, de nível de seleção. Vai ser diferente", disse o jogador.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias