Aquisições

Atacantes lideram transferências entre os 12 grandes do Brasil

Entre os nomes, estão Leandro Damião, emprestado pelo Santos ao Cruzeiro; Emerson, que retorna ao Corinthians após um ano emprestado ao Botafogo; e Marcelo Moreno, que retorna ao Grêmio após um ano no Cruzeiro

Da Folhapress
Da Folhapress
Publicado em 05/01/2015 às 13:02
Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Entre os nomes, estão Leandro Damião, emprestado pelo Santos ao Cruzeiro; Emerson, que retorna ao Corinthians após um ano emprestado ao Botafogo; e Marcelo Moreno, que retorna ao Grêmio após um ano no Cruzeiro - FOTO: Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
Leitura:

Independentemente da situação financeira atual ou dos objetivos de cada clube na temporada 2015, a posição preferida entre os contratados é de atacante.

Segundo levantamento da Folha de S.Paulo, na soma das aquisições feitas pelos 12 maiores clubes do país, essa posição foi a líder, com 11 contratações.

Entre os nomes, estão Leandro Damião, emprestado pelo Santos ao Cruzeiro; Emerson, que retorna ao Corinthians após um ano emprestado ao Botafogo; e Marcelo Moreno, que retorna ao Grêmio após um ano no Cruzeiro.

Na sequência, as posições que tiveram mais contratações pelos clubes para temporada 2015 foram: meia (10), volante (9), lateral direito e zagueiro (7 cada um), lateral esquerdo (5) e goleiro (1).

Os números devem mudar já nesta semana, que vai marcar o início da pré-temporada dos principais clubes -o Corinthians retorna nesta segunda (5).

A posição de meia, inclusive, deve subir no ranking, levando-se em conta a busca dos times. Corinthians e São Paulo, por exemplo, ainda buscam um jogador de criatividade para completar o elenco e disputam no mercado Dudu, ex-Grêmio e atualmente vinculado ao Dínamo de Kiev.

O Flamengo, do técnico Vanderlei Luxemburgo, também considera que falta um meia no elenco e busca essa contratação. Já tentou Dudu e Conca, mas desistiu de ambas por considerar muito elevado o valor de transação.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias