PUNIÇÃO

Multada por homofobia de torcida, CBF fará campanha antes jogo

Antes da partida entre Brasil x Argentina, a CBF tomará medidas para que não se repita gritos homofóbicos dos torcedores

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 09/11/2016 às 12:10
Foto: Divulgação
Antes da partida entre Brasil x Argentina, a CBF tomará medidas para que não se repita gritos homofóbicos dos torcedores - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Multada duas vezes em função de gritos homofóbicos dos torcedores da seleção, a CBF tomará medidas para tenta evitar que isso se repita na partida desta quinta-feira (10). Antes do confronto com a Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2018 e no intervalo do jogo, uma mensagem pedindo respeito aos adversários será lida no sistema de som do Mineirão Existe a chance de ela ser exibida também no telão do estádio, como já é feito em todas as partidas realizadas no Maracanã.

A ação é semelhante à adotada na última partida disputada em casa pelas Eliminatórias, no mês passado, diante da Bolívia, na Arena das Dunas, em Natal. Na ocasião, porém, a campanha não surtiu muito efeito - a torcida gritou termos homofóbicos, como já havia acontecido na Arena Amazônia. Por causa disso, a CBF foi multada pela Fifa.

Medidas da CBF contra a homofobia no campo

Agora, a mensagem a ser lida será ainda mais incisiva. Ela falará em "respeito" em pelo menos três oportunidades e dirá que "qualquer atitude de falta de respeito pode prejudicar a seleção nas Eliminatórias".

A CBF estuda utilizar também o telão do estádio nessa campanha, mas a medida ainda é avaliada por receio de que ela cause o efeito justamente o contrário por parte de alguns torcedores, que preferirem provocar.

A mensagem aprovada previamente - pode sofrer ajustes até a hora do jogo - diz o seguinte: "Atenção, torcedor brasileiro. Vamos celebrar o respeito entre os povos. Nesta noite, os argentinos são apenas os nossos adversários. Vamos respeitar os jogadores e todos os membros da comissão técnica. Qualquer atitude de falta de respeito pode prejudicar a seleção brasileira nas Eliminatórias. O futebol é nossa maior paixão e combina com festa, alegria e respeito ao adversário. Somos iguais, somos todos futebol".

Últimas notícias