com moral

Fifa oficializa Maradona como embaixador e exalta novo papel do astro

Fifa revelou que a partir de agora Maradona fará parte de projetos relevantes e promoverá o futebol no mundo

JC Online
JC Online
Publicado em 10/02/2017 às 11:33
AFP
Fifa revelou que a partir de agora Maradona fará parte de projetos relevantes e promoverá o futebol no mundo - FOTO: AFP
Leitura:

A Fifa oficializou nesta sexta-feira o argentino Diego Maradona como novo embaixador da entidade. O ex-jogador de 56 anos é atualmente um dos maiores críticos à Fifa e revelou que só aceitou o cargo por acreditar que na transparência da gestão de Gianni Infantino, sucessor do banido Joseph Blatter. A Fifa também divulgou que Maradona fará parte de "projetos relevantes de desenvolvimento e promoverá o futebol no mundo".

Entre outras coisas, Maradona também integrará uma equipe de lendas da história do futebol que a Fifa está montando e deve marcar presença em vários cantos do planeta para difundir ainda mais a modalidade, assim como para criar uma imagem mais simpática e positiva de sua atual gestão, por meio de eventos promocionais.

CRÍTICAS

Capitão e grande nome da seleção argentina que foi campeã do mundo em 1986, no México, Maradona foi um crítico feroz da gestão de Blatter, assim como não teve medo de bater de frente com Julio Grondona, ex-presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA) e que também era um dos ex-presidentes da Fifa antes de morrer em 2014.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias