Chape

Associação é criada para familiares de vítimas de tragédia da Chape

A ideia da entidade é apoiar de maneira social e não com processos júridicos

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 09/08/2017 às 12:06
Foto: Reprodução/Twitter
A ideia da entidade é apoiar de maneira social e não com processos júridicos - FOTO: Foto: Reprodução/Twitter
Leitura:

Cerca de nove meses depois, familiares de vítimas da tragédia envolvendo o avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas, criaram uma associação para apoiar e auxiliar as famílias. A Associação Brasileira das Vítimas do Acidente com a Chapecoense (Abravic) já tem 20 familiares. O ex-goleiro Jackson Follmann, um dos jogadores sobreviventes, é diretor da entidade.

A ideia da associação é formar parceiras públicas e privadas para auxiliar na causa. A Abravic trabalha no auxilio psicológico às famílias e também à educação dos filhos dos familiares das vítimas com um valor que pode chegar até R$600 por filho.

APOIO

Em entrevista ao UOL, o presidente da Abravic, Gabriel Santos Cordeiro de Andrade, contou que a meta não é entrar com processos jurídicos contra os envolvidos no acidente. "A nossa missão é ajudar as famílias de forma social, nosso foco é a assistência social das famílias. Não temos esse interesse e qualquer interesse de outras entidades nesse sentido. para mim, isso contamina o processo", afirmou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias