seleção brasileira

Com chegada de últimos jogadores, seleção está completa para treinar

Seleção está completa para intensificar preparação visando ao duelo com o Equador, na próxima quinta-feira, no Rio Grande do Sul

JC Online
JC Online
Publicado em 29/08/2017 às 11:06
Divulgação/CBF
Seleção está completa para intensificar preparação visando ao duelo com o Equador, na próxima quinta-feira, no Rio Grande do Sul - FOTO: Divulgação/CBF
Leitura:

A seleção brasileira enfim está completa em Porto Alegre, local do próximo duelo pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na quinta-feira, diante do Equador. Na manhã desta terça-feira, o volante Casemiro e o lateral-esquerdo Marcelo, ambos do Real Madrid, e o atacante Roberto Firmino, do Liverpool, se apresentaram ao técnico Tite no hotel onde a equipe está concentrada.

Antes deles, na noite de segunda-feira, Taison, atacante do Shakhtar Donetsk, e Giuliano, meia recém-contratado pelo Fenberbahçe, se apresentaram à seleção. Nenhum deles, portanto, participou do primeiro treinamento da equipe em Porto Alegre, no CT do Grêmio. No treino desta terça-feira, no Beira-Rio, às 16h30, eles se juntaram ao elenco na preparação para o duelo contra o Equador.

COUTINHO

Com a manutenção da base que vem sendo utilizada por Tite nos últimos compromissos, a escalação do Brasil está praticamente definida. A única ressalva é referente à presença de Philippe Coutinho, que está com seu futuro incerto.

Em negociação para deixar o Liverpool e se transferir para o Barcelona, Philippe Coutinho participou apenas do aquecimento com bola e depois treinou em separado com o preparador físico Fabio Mahseredjian na última segunda-feira. O clube inglês não vem o utilizando sob a alegação de um problema nas costas, mas a informação da CBF é de que ele não tem nenhuma lesão. A tendência, assim, é que Coutinho treine normalmente nesta terça e jogue na quinta-feira pela seleção.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias