PAROU

Sequência de vitórias do Brasil termina com empate diante da Colômbia

A partida foi marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes

Wladmir Paulino
Wladmir Paulino
Publicado em 05/09/2017 às 19:31
AFP
A partida foi marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes - FOTO: AFP
Leitura:

A sequência de vitórias do Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo foi interrompida na tarde desta terça-feira (5), com o empate por 1×1 diante da Colômbia em Barranquilla. Mas não deixou o gosto amargo por, ao menos, o time ter mantido a invencibilidade sob o comando do gaúcho. A seleção chegou aos 37 pontos e encerra sua participação no qualificatório no próximo mês diante de Bolívia (La Paz) e Chile (em São Paulo).

O JOGO

Diferente do Equador, a Colômbia não se intimidiou e correu o risco do contra-ataque indo para cima do Brasil. O espaço abriu-se, mas o time teve dificuldade para impor a velocidade necessária para surpreender. O calor insuportável, que levou muita gente ao setor médico do estádio, era um grande obstáculo para a correria. Tanto de um time quanto do outro, diga-se de passagem.

Por isso, a primeira boa oportunidade saiu na bola parada. Após cobrança de escanteio pela direita, a bola ficou viva dentro da pequena área colombiana. Paulinho furou e Fernandinho não estava bem posicionado, por isso o chute saiu fraco. No meio da confusão, Paulinho terminou cometendo falta. O maior perigo dos donos da casa veio no fogo amigo brasileiro. Aos 32, Fabra cruzou e Thiago Silva mandou para fora, mas muito perto do gol, obrigando Alisson a espalmar.

O ponto mais positivo desse primeiro tempo foi Neymar. Se no jogo com o Equador ele quase levou a bola para casa, em Barranquilla estava mais coletivo. Bem marcado como sempre, aproveitou para atrair a atenção dos adversários e sobrar espaço para os companheiros. Foi assim que ele quase chegou ao gol aos 36 numa bela escapada pela esquerda. Aos 46 ele aproveitou lançamento e, de primeira ajeitou para um belo chute de Willian, no ângulo esquerdo de Ospina.

A Colômbia voltou para o segundo tempo disposta a fazer seu gol o mais rápido possível. Por isso, adiantou a marcação e passou a rondar perigosamente a área brasileira. Deu resultado aos dez minutos, num cruzamento de Arias. Marquinhos ‘esqueceu’ de Falcao Garcia, que subiu sozinho na marca do pênalti para mandar no canto direito de Alisson.

Não satisfeitos, os Cafaeteros mantiveram a pressão e criaram muita dificuldade, principalmente para Renato Augusto e Paulinho, os dois jogadores responsáveis por dar velocidade na saída de jogo. Por isso, James Rodríguez chegou perto da virada aos 14. Ele bateu falta pelo lado esquerdo por fora da barreira e quase surpreende Alisson. A bola foi na trave e voltou ainda batendo no pé do goleiro.

Embora tenha ficado mais tempo com a bola, o Brasil conseguiu ajustar o sistema defensivo e, ao menos, conseguiu impedir que a Colômbia finalizasse muito perto da área. A entrada de Philippe Coutinho no lugar de Renato Augusto deu um pouco mais de posse de bola e surgiram algumas possibilidades de chegar ao gol. Mas Firmino errou uma cabeçada e Paulinho e Daniel Alves se precipitaram em arriscar de fora da área quando poderiam aproveitar a entrada de Willian de um lado e Neymar do outro.

Últimas notícias