feminino

Seleção feminina leva virada e perde mais uma da Austrália em amistoso

Técnica Emily escalou o ataque com Marta e Cristiane, mas novamente a seleção brasileira não conseguiu vencer as rivais

JC Online
JC Online
Publicado em 19/09/2017 às 10:56
CBF/Divulgação
Técnica Emily escalou o ataque com Marta e Cristiane, mas novamente a seleção brasileira não conseguiu vencer as rivais - FOTO: CBF/Divulgação
Leitura:

A seleção brasileira feminina de futebol levou uma virada e foi novamente derrotada pela Austrália, em amistoso disputado na cidade de Newcastle, no país do adversário desta terça-feira. Marta até deixou sua marca, mas não conseguiu impedir o revés pelo placar de 3x2.

As brasileiras começaram a partida em vantagem, com gol de Fabi logo no primeiro minuto de jogo. Mas a equipe australiana empatou aos 37 e buscou a virada aos 2 minutos da etapa final. O terceiro gol veio aos 20. Marta, em cobrança de pênalti, anotou o segundo do time brasileiro aos 40, selando o placar.

MARTA E CRISTIANE

A técnica Emily Lima voltou a escalar o setor ofensivo brasileiro com Marta e Cristiane, como havia feito no amistoso anterior com a Austrália, na madrugada de sábado (pelo horário de Brasília). A seleção foi escalada com Dani; Letícia, Bruna, Rafaelle e Rosana; Andressinha e Thaisa; Fabi, Cristiane, Bia e Marta. Ludmila, Andressa Alves e Juci entraram em campo no segundo tempo nas vagas de Bia, Fabi e Rosana, respectivamente.

Foi a terceira derrota brasileira para a Austrália nos últimos dois meses. No início de agosto, as australianas golearam o Brasil por 6x1, pelo Torneio das Nações. No sábado, em amistoso em Sydney, as anfitriãs venceram por 2x1.

O amistoso desta terça foi disputado diante de bom público no McDonald-Jones Stadium. De acordo com a CBF, o público de 16.829 se tornou o novo recorde de um jogo de futebol feminino na Austrália.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias