Semifinal

'Tem premiação especial', diz diretor caso Central passe pelo Sport

Sivaldo Oliveira classificou a partida como o "Jogo do Ano" para o Central

Vinícius Barros
Vinícius Barros
Publicado em 19/03/2018 às 13:47
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Sivaldo Oliveira classificou a partida como o "Jogo do Ano" para o Central - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Na noite desta quarta, Central e Sport decidem quem avança para a grande decisão do Campeonato Pernambucano. A semifinal será decidida em jogo único no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, casa do alvinegro. Com isso, a Patativa entra em campo encarando a partida como o "Jogo do Ano", como explica o diretor de futebol Sivaldo Oliveira.

"Jogadores estão focados neste jogo, que é o jogo do ano. Porque se passar, garante uma final inédita para o clube. É um projeto que montamos no início do ano e a primeira etapa era chegar na final do campeonato, é o nosso objeto. A segunda é subir para série C.", destacou.

A melhor campanha da Patativa foi o vice-campeonato em 2007, mas, naquele ano, não foi realizada uma final devido à liderança nos dois turnos conquistada pelo Sport.

Um dos métodos adotados pela diretoria tem sido as tradicionais premiações para motivar o elenco. De acordo com o diretor, as bonificações foram dadas por jogo e por fases. "Tem uma premiação especial caso passe pelo Sport. Para chegar até agora, em cada jogo teve 'bicho'. Para se classificar entre os oito também teve e depois quando passou pelo América", explicou. O valor de cada bonificação, no entanto, não foi revelado.

Arbitragem

Um dos assuntos destacados pelo dirigente também foi a arbitragem. "A gente só pede que o pessoal da Comissão coloque alguém competente e acostumado a apitar jogos grandes. A gente confia nos árbitros de Pernambuco, só não quer que venha qualquer um para não melar o espetáculo", ressaltou.

Sivaldo recordou ainda lances polêmicos reivindicados pelo Central na primeira fase do Estadual, como um pênalti não marcado na partida contra o Santa Cruz no Arruda e faltas não dadas ante o Sport, no Lacerdão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias