Ligue 1

PSG massacra o Monaco e conquista o título antecipado do francês

Clube da capital francesa goleou o Monaco, segundo colocado na Ligue 1, por 7x1 para conquistar o seu sétimo título francês

Heitor Nery
Heitor Nery
Publicado em 15/04/2018 às 18:18
CHRISTOPHE ARCHAMBAULT / AFP
Clube da capital francesa goleou o Monaco, segundo colocado na Ligue 1, por 7x1 para conquistar o seu sétimo título francês - FOTO: CHRISTOPHE ARCHAMBAULT / AFP
Leitura:

Com direito a goleada histórica, o PSG conquistou o título antecipado do Campeonato Francês. A equipe francesa contou com uma bela atuação do argentino Di Maria para bater o Mônaco por 7x1 e levantar o seu sétimo título da competição.

Atual segundo colocado da competição e último campeão da Ligue 1, o Mônaco esteve bem longe de fazer frente aos rivais da capital. Lo Celso, duas vezes, Di Maria, também duas vezes, Cavani, Draxler e Falcao García, contra, maracaram para o PSG. O português Rony Lopes diminuiu para o clube monegasco.

Foi a 28ª vitória dos comandados de Unai Emery no campeonato francês, conquistando o título com ainda mais cinco jogos para serem disputados. O clube perdeu apenas duas partidas em todo o torneio, além de ter marcado 103 gols e ter 80 de saldo. O triunfo deixou o clube com 87 pontos, abrindo 17 de vantagem para o adversário.

A excelente campanha na competição, ao menos em parte, minimiza o fracasso do time na Liga dos Campeões. Depois de investir pesado na contratação de Neymar e Mbappé, o PSG foi eliminado logo nas oitavas de final, ao cair para o Real Madrid. O atacante brasileiro, inclusive, sofreu uma contusão e não disputou o duelo de volta - ainda segue em recuperação.

Ascensão desde 2011

O título representa mais um passo da ascensão do clube desde que foi adquirido, em 2011, por um grupo de investimentos do Catar. Foi o quinto título do PSG nesta fase milionária da equipe, o primeiro desde a contratação do brasileiro Neymar.

Com sete títulos, o PSG também se aproxima do topo da lista dos maiores campeões do Campeonato Francês. O clube está empatado com o Lyon, também com sete títulos, Monaco e Nantes, com oito, Olympique de Marseille, com nove conquistas e e do Saint-Éttiene, maior campeão isolado do torneio com 10 títulos franceses.

Sobre o jogo

A avassaladora campanha na competição se repetiu neste domingo. Logo aos 14 minutos, após boa troca de passes, Daniel Alves recebeu toque de letra de Cavani e cruzou rasteiro para Lo Celso escorar para o gol.

Estava fácil. Logo no minuto seguinte, Cavani coroou a sua grande jogada no lance anterior ao aproveitar cruzamento e, com perfeição, cabecear no contrapé do goleiro. Em 15 minutos, o Paris Saint-Germain fazia 2 a 0 e encaminhava o título.

Se havia qualquer mínima esperança ao Monaco, ela sucumbiu aos 20 minutos: em outra boa participação, Cavani deu grande passe e deixou Di María livre para dar um sutil toque por cobertura.

Com o título praticamente garantido, o PSG passeou em campo. Acelerou a troca de passes, envolveu o rival e chegou ao quarto gol pouco depois, aos 27, quando Pastore fez boa tabela e cruzou na medida para Lo Celso marcar de cabeça.

Ainda no final do primeiro tempo, o meia-atacante português Rony Lopes descontou para o Monaco. Mas Di María, Radamel Falcao, contra, e Julian Draxler, todos no segundo tempo, sacramentaram o histórico massacre do PSG. Um 7 a 1 que, dessa vez, os brasileiros Daniel Alves, Marquinhos e Thiago Silva puderam comemorar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias