FUTEBOL ASIÁTICO

Com brasileiros, Shanghai SIPG conquista primeiro título na Superliga Chinesa

Clube quebra recordes de valores exorbitantes no futebol asiático com salários de Hulk e Oscar

Diego Borges
Diego Borges
Publicado em 07/11/2018 às 11:54
Foto: Reprodução/Sina.com
Clube quebra recordes de valores exorbitantes no futebol asiático com salários de Hulk e Oscar - FOTO: Foto: Reprodução/Sina.com
Leitura:

Pela primeira vez na história, o Shanghai SIPG conquistou o título da primeira divisão da Superliga Chinesa de Futebol. A vitória sobre o Beijing Renhe por 2x1, na manhã desta quarta-feira (horário de Brasília) deu ao time dos brasileiros Hulk, Oscar e Elkeson consolidou com uma rodada de antecedência a maior conquista da recente história do clube que quebra recordes financeiros de transferências e salários de grandes estrelas na Ásia.

HISTÓRIA

Fundado a partir de um projeto do ex-técnico da seleção chinesa Xu Genbao, o clube só foi consolidado como instituição em 2005, ainda batizado como Shanghai East Asia FC, e traçou um caminho de evolução ao longo do desenvolvimento natural do próprio futebol na China.

Campeão da terceira divisão em 2007 e da segunda em 2012, o Shanghai passou a alçar voos maiores a partir de 2015, quando foi adquirido por um grupo de investidores e passou a se chamar Shanghai SIPG (sigla em referência à Shanghai International Port Group, empresa multimilionária que administra o Porto da cidade de Xangai).

A chegada do grupo provocou uma injeção de quantias exorbitantes e alçou o time ao patamar de gigante no país. Aos poucos, recordes de valores foram quebrados, partindo da contratação do argentino Dario Conca, ex-Fluminense, e do ganês Asamoah Gyan, que à época recebia uma salário superior, inclusive, ao de Neymar no Barcelona.

CONQUISTA EM VERDE E AMARELO

A ambição do Shanghai SIPG também se voltou para os atletas brasileiros como foco de contratações. Aos poucos, os nomes foram surgindo em um patamar cada vez mais elevado. Em 2016, o atacante Elkeson ex-Botafogo e até então maior ídolo do rival Guangzhou Evergrande, foi contratado na que representou a maior transação da época no futebol chinês, por quase € 20 milhões (euro).

Em seguida, Hulk bateu a marca com os € 55 milhões pagos ao Zenit, da Rússia. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o atacante recebe cerca de R$ 6 milhões de salário mensal. À época do acordo, em junho de 2016, o quarto maior salário do mundo, abaixo apenas de Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Messi (Barcelona) e Gareth Bale (Real Madrid).

Ainda no fim de 2016, a marca de Hulk foi batida pelo meia Oscar. Adquirido junto ao Chelsea pelo total de € 60 milhões, o jogador passou a receber um salário mensal em torno de R$ 7 milhões.

ENFIM, A TAÇA

Após os vice-campeonatos de 2015 e 2017, e do terceio lugar em 2016, o Shanghai SIPG, enfim, conseguiu quebrar a hegemônica sequência de sete títulos do Guangzhou Evergrande (três deles comandados pelo técnico Luiz Felipe Scolari, hoje prestes a ser campeão brasileiro pelo Palmeiras).

A vitória desta quarta-feira sobre o 8° colocado (gols de Odil Ahmedov aos 20 1° tempo e Wu Lei aos 2 do 2° - tendo Makhete Diop descontado pelo Beijing Renhe aos 20 do 2°) foi apenas protocolar. O título foi encaminhado na rodada anterior, na vitória heroica e de duas viradas por 5x4 sobre o Guangzou Evergrande fora de casa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias