Mudança de vida

Autor do gol mais rápido das Copas hoje é motorista de aplicativo

Hakan Sukur foi perseguido político em seu país e teve que se mudar

Thiago Wagner Thiago Wagner
Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 13/01/2020 às 19:01
Notícia
AFP
Hakan Sukur foi perseguido político em seu país e teve que se mudar - FOTO: AFP
Leitura:

Autor do gol mais rápido da história das Copas do Mundo, contra a Coreia do Sul na decisão de 3º lugar do Mundial de 2002 (Japão e Coreia do Sul), o turco Hakan Sukur tem uma rotina bem diferente da época de jogador. Aos 48 anos, o ex-jogador trabalha como motorista de aplicativo em Washington, nos Estados Unidos, após uma série de polêmicas e ameaças turcas.

"Não tenho mais nada em nenhum lugar do mundo", lamentou Sukur ao site alemão Welt am Sonntag.

Sukur começou a ter problemas em 2011, quando já estava aposentado. Ele se filiou ao partido do presidente turco, Recep Erdogan e foi eleito deputado. Dois anos depois, porém, após escândalos de corrupção, resolveu renunciar.

MUDANÇA

A retaliação, segundo ele, foi imediata. "Eles atiraram pedras na butique da minha esposa, meus filhos foram assediados na rua e recebi ameaças", falou. O ex-jogador também teve os bens congelados e viu o pai ser preso. Com a vida insustentável, ele decidiu se mudar aos EUA, onde abriu cafeteria, mas fechou o estabelecimento após ameaças turcas. Hoje ele dirige em aplicativo e vende livros.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias