VIOLÊNCIA

Um dia após atacar festa do Santa Cruz, Jovem do Sport protagoniza briga com Inferno Coral no Metrô do Recife; veja vídeo

Organizadas se enfrentaram na Estação Tancredo Neves, nesta terça-feira (4)

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 04/02/2020 às 20:12
Notícia
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
FOTO: Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Um dia após o tumulto provocado por membros da torcida organizada do Sport durante o evento de comemoração dos 106 anos de fundação do Santa Cruz, no Largo da Santa Cruz, na Boa Vista, nessa segunda-feira (3), um novo episódio de violência envolvendo organizadas foi registrado no Recife. Desta vez, torcedores dos dois times se enfrentaram no Metrô do Recife, na Estação Tancredo Neves, na Zona Sul. Imagens da briga desta terça-feira (4), que ocorreu antes da partida Sport x Retrô pelo Campeonato Pernambucano, estão circulando pelas redes sociais.

>> Torcida Organizada do Sport provoca tumulto em festa de aniversário do Santa Cruz

>> Ministério Público vai abrir inquérito para apurar ação da torcida do Sport em festa do Santa Cruz

>> Vídeo registra momento em que organizada do Sport chega ameaçando festa de torcedores do Santa Cruz

>>  Especial Dossiê: Organizadas

De acordo com a assessoria de imprensa da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a Polícia Militar (PM) foi acionada e os envolvidos na confusão foram revistados na Estação Joana Bezerra e retirados do sistema. Não houve registro de roubo e não foram encontradas armas com os integrantes de torcidas organizadas envolvidos na briga. "Infelizmente, voltou a acontecer isso. Não houve feridos. Eles foram monitorados pelas câmeras do nosso sistema e quando foram descer na Estação Joana Bezerra, foram recebidos pela PM, revistados e conduzidos para fora", explicou o gerente de comunicação e marketing da CBTU Recife, Salvino Gomes, em entrevista à Rádio Jornal.

Veja o vídeo da briga no Metrô do Recife

Nota da CBTU sobre a briga de organizadas no Metrô

A CBTU informa que no início da noite de hoje, 04, por volta das 18h30 na Estação Tancredo Neves, as torcidas organizadas de dois times locais se confrontaram. A PMPE foi acionada e, com o auxilio das câmeras de monitoramento que indicou a movimentação dos arruaceiros, as pessoas envolvidas foram revisitadas já na Estação Joana Bezerra. Como não houve registro de roubos, nem se encontrou armas, todos foram colocados para fora do sistema.

>> Carlyle Paes Barreto: organizadas riem e futebol chora

>> Marcelo Pereira: desrespeito à história do Santa Cruz

Ação da torcida organizada do Sport em festa do Santa Cruz

Um dia que era para ser festivo, infelizmente, acabou em pancadaria provocada por membros de torcidas organizadas. Nessa segunda-feira (4), durante a realização do evento de comemoração dos 106 anos de fundação do Santa Cruz, que aconteceu no Largo da Santa Cruz, na Boa Vista, alguns integrantes da Torcida Organizada do Sport, chegaram de surpresa no local e provocaram tumulto, inclusive, com relatos de tiros.

>> Torcedor do Santa Cruz relata pânico vivido com filho e sobrinho após ataque da Torcida Jovem

>> PM diz ter sido 'surpreendida' pela invasão da torcida organizada do Sport na festa do Santa Cruz

>> Mãe lembra ataque da Torcida Jovem, mas não desiste de acompanhar o Santa Cruz com o filho

>> Presidente da Federação Pernambucana de Futebol defende execução de envolvidos em tumulto na festa do Santa Cruz

>> Sport diz que banirá torcedores que participaram de ato de violência na festa de aniversário do Santa Cruz

Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
- Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

No local, os poucos policiais militares presentes tentaram conter a confusão, mas tiveram dificuldades. Vários vídeos circularam nas redes sociais do momento que começou todo tumulto. Pedras, pedaços de pau e todo tipo de objetos foram arremessados, tornando o local uma praça de guerra. 

Um dos organizadores do evento, que preferiu não se identificar, falou com a reportagem do JC e detalhou o acontecido. "Esse evento foi organizado pela torcida do Santa Cruz, pelo Movimento Popular Coral (MPC), para resgatar a história do clube. Não tem ligação com a Torcida Organizada do clube", explicou. "A gente estava comemorando o aniversário do clube, com crianças jogando a tradicional pelada, que acontece desde 2014, quando a Organizada Jovem passou pelo local gritando "Uh, a Jovem aew"... E saiu batendo em algumas pessoas. Infelizmente tinha poucos policiais e causou uma confusão enorme. Estragou o evento, que não teve a participação da organizada e, sim da torcida do Santa Cruz", contou.

Nota da Polícia Militar de Pernambuco

A Polícia Militar esclarece que estava fazendo o patrulhamento na festa do aniversário do Santa Cruz, no Largo do mesmo nome, quando foi, juntamente com os participantes, surpreendida pela invasão de um grupo com cerca de 80 pessoas, supostamente integrantes de uma das chamadas “torcidas organizadas” do Sport. Eles chegaram de forma bastante agressiva, usando pedras, paus e garrafas para atingir os torcedores que festejavam. De imediato, os policiais, que estavam posicionados em frente à igreja, partiram para cima na tentativa de contê-los. Ao mesmo tempo, tricolores também decidiram resistir aos invasores e teve início uma briga generalizada. A ação da PM, no entanto, evitou que o pior acontecesse, dispersando os agressores. Dois deles ficaram machucados e acabaram detidos, mas foram liberados porque ninguém quis representar contra eles. Policiais com motos patrulharam a vizinhança para evitar nova aglomeração. Com o fim da confusão, a festa foi reiniciada, só se encerrando às 22h, por determinação dos policiais. Populares que estavam na festa e seus organizadores agradeceram a pronta intervenção dos PMs, admitindo que sem ela poderia ter acontecido uma tragédia no local.

Em entrevista na manhã desta terça-feira (4) a Rádio Jornal, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, lamentou que a polícia militar tenha atirado para cima com o intuito de dispersar os vândalos. Na opinião do mandatário, os policiais deveriam ter mirado em quem estava fazendo a confusão.

O presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, em entrevista ao JC e Blog do Torcedor, repudiou a atitude dos membros da organizada. “Pessoas que estavam apenas comemorando o aniversário do seu clube de coração foram agredidos de forma covarde. Você imagina o trauma para aquelas crianças que estavam com a camisa do seu clube de coração e jogando futebol. É de cortar o coração. O que for necessário para coibir a violência entre facções será feito pelo Santa Cruz”, diz o mandatário.

A diretoria do Sport afirmou que se solidarizava com a torcida do Santa Cruz e que iria procurar as autoridades para identificar os participantes da selvageria e bani-los de qualquer atividade na Ilha do Retiro.

Ministério Público vai apurar ação da torcida do Sport em festa do Santa Cruz

O promotor José Bispo revelou que o Ministério Público de Pernambuco não foi notificado sobre o confronto entre torcidas organizadas de Sport e Santa Cruz na noite da segunda-feira (4). No entanto, o MP está trabalhando no caso e vai requisitar um inquérito à Delegacia do Torcedor para apurar os fatos. Ele destacou a gravidade do crime, levando em consideração que o episódio ocorreu longe dos estádios esportivos em um dia sem partidas de futebol.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias