Pernambucano

Defesa é o calo do Náutico

Alvirrubros já sofreram 14 gols no Estadual, média de 1,27 por jogo

Alexandre Arditti
Alexandre Arditti
Publicado em 03/03/2013 às 21:26
Leitura:

Por um lado, o ataque do Náutico se mostra o melhor do Campeonato Pernambucano, balançando as redes 32 vezes (média de 2,9 por partida), sendo 15 apenas neste segundo turno. Do outro, porém, a defesa já sofreu 14 gols (1,27 por jogo). Seis apenas neste returno. Achar o equilíbrio entre defesa e ataque parece ser a missão da vez do técnico Vágner Mancini. Mesmo com o problema, o time, com seis pontos, comemora a liderança do segundo turno no saldo de gols e foi o único mandante a vencer nessa 3ª rodada (5x3 sobre o Chã Grande). O próximo desafio é na quarta-feira (6), contra o Salgueiro, no Cornélio de Barros.

O próprio treinador alvirrubro admite que já esperava uma melhora do sistema defensivo. No entanto, pediu paciência ao torcedor. “Tomar seis gols em dois jogos me incomoda muito. Entendo que parte da torcida saiu chateada, mas a outra parte entende que o time está em formação e erros ainda vão ser vistos. Para o próximo jogo, vou mexer nas duas laterais e há necessidade que todo mundo entenda isso”, disse Mancini, lembrando das entradas já confirmadas de Maranhão e Douglas Santos nas vagas de Auremir e Bruno Colaço, respectivamente, contra o Salgueiro.

O técnico também saiu em defesa do goleiro Felipe, vaiado por parte da torcida ao dar rebote no lance que originou o terceiro gol do Chã Grande. Para Mancini, o arqueiro alvirrubro não teve culpa. “A torcida pegou no pé dele, mas ele não falhou”, analisou.

O próprio Felipe, que reconheceu o erro na derrota por 3x2 para o Pesqueira, negou ter falhado contra o Chã Grande. O jogador, no entanto, admitiu que a retaguarda alvirrubra precisa melhorar. “Não acho que falhei. Foram três gols cara a cara. O terceiro foi uma bola difícil e eu fiz uma grande defesa, mas ninguém acompanhou o adversário. Temos que ligar o alerta”, disse.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias