Copa do Brasil

Diante de dilema, Náutico enfrenta o Crac para aliviar a crise

Timbu está de olho na Copa Sul-Americana, mas precisa vencer para aliviar a tensão

Hildo Neto
Hildo Neto
Publicado em 10/04/2013 às 7:00
Leitura:

Em meio a uma crise, o Náutico estreia na Copa do Brasil, nesta quarta-feira (10.4), às 22h, contra o Crac-GO, no Estádio Genervino Fonseca, em Catalão, diante de um dilema. O Timbu está pré-classificado para a Copa Sul-Americana, no entanto, só jogará a competição continental se não avançar até a quarta fase do torneio nacional. Como o momento não é nada bom, a decisão de abrir mão da Copa do Brasil deve ocorrer nas próximas fases, caso o time supere os goianos. 

O presidente Paulo Wanderley afirmou que a decisão só será tomada no momento certo, mas já adiantou que não vai pedir para o time perder. Se isso não ocorrer de forma natural, os alvirrubros podem até colocar um time misto se chegarem à terceira fase da Copa do Brasil, já que a preferência é pela Sul-Americana. Com três derrotas nos últimos quatro jogos do Campeonato Pernambucano, uma vitória contra o Crac servirá não só como reabilitação, mas também para levantar o moral do grupo. Vale lembrar que, se o Timbu vencer por uma diferença de dois gols, eliminará a partida da volta. No ano passado, o Náutico foi desclassificado pelo Fortaleza na segunda fase.

Antes do treinamento de ontem, o superintendente de futebol, Daniel Freitas teve uma conversa com o grupo. “Mostrei o momento em que nos encontramos e a pressão que jogamos nos nossos ombros. A reação começa a partir de uma mudança de atitude dentro de campo”, afirmou o executivo. Na sequência, os jogadores participaram de um trabalho de posicionamento e finalização. Alcides não treinou, mas está confirmado para a partida. Ele estava em São Paulo resolvendo problemas particulares. 

O técnico interino Levi Gomes já adiantou que vai reforçar a marcação. Com isso, ele vai colocar Josa na vaga de Marcos Vinícius e voltar ao esquema com três volantes, dando mais liberdade para Martinez. Ele também pediu para Rogério desempenhar a mesma função que fazia com Alexandre Gallo, voltando para marcar e deixando Elton mais isolado na frente. A outra alteração confirmada é o retorno do lateral-esquerdo Douglas Santos, que não atuou contra o Ypiranga por ter sido convocado para a seleção brasileira. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias