náutico

William Alves cobra atenção extra para medalhões do Inter

Zagueiro enalteceu qualidade dos sul-americanos Forlán e D'Alessandro, do Colorado

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 24/07/2013 às 8:39
Leitura:

Se na rodada passada a defesa alvirrubra perdeu o sono por conta do holandês Seedorf, este domingo (28) não será muito diferente. Só que a dor de cabeça agora vem diretamente do futebol sul-americano e atende pelos nomes do uruguaio Diego Forlán e do argentino D’Alessandro. “Os dois são jogadores de nível de seleção. Forlán não tem tanta intensidade, até por conta da idade, mas se bobear ele finaliza bem, tanto de perto como de longe. D’Alessandro é um meia de muita qualidade, entra muito dentro da área e também preocupa. Temos que estar sempre atentos com eles”, advertiu o zagueiro William Alves.

A atenção extra cobrada pelo defensor também enfatiza um ponto que não vem agradando à torcida alvirrubra. A defesa do Náutico é a pior do Campeonato Brasileiro, com uma média de dois gols por jogo. Número que piora com o baixo aproveitamento do ataque, que marcou apenas quatro gols em oito rodadas. “Zé Teodoro está tentando encontrar o equilíbrio entre defesa e ataque. Às vezes está faltando um pouco de atenção, mas jogando dentro de casa, temos que agredir um pouco mais o adversário. Sabemos que é possível conseguir o resultado e estamos trabalhando para isso”, completou William.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias