Alvirrubro

Diretoria faz novo acordo e afasta ameaça de greve no Náutico

Funcionários do futebol Timbu estão com cinco meses de salários atrasados

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 03/01/2015 às 12:50
Rodrigo Carvalho/ JC Imagem
Funcionários do futebol Timbu estão com cinco meses de salários atrasados - FOTO: Rodrigo Carvalho/ JC Imagem
Leitura:

A diretoria do Náutico afastou qualquer possibilidade de greve por parte dos funcionários, especialmente do Departamento de Futebol, devido ao atraso de três meses de salários e mais o 13º, além dos dois últimos meses de 2013. A garantia foi dada pelo diretor de futebol Paulo Henrique Guerra, que ao lado do presidente Glauber Vasconcelos, teve uma reunião com os profissionais na reapresentação dos jogadores manhã deste sábado (3/1), no CT Wilson Campos, na Guabiraba.

O presidente alvirrubro não deu entrevistas, mas Paulo Henrique Guerra recebeu os repórteres, embora não tenha entrado em detalhes sobre o valor do débito. Mesmo assim, assegurou que a diretoria irá cumprir o acerto nas próximas semanas. "Está tudo resolvido. Tivemos uma conversa e vamos cumprir tudo que foi acertado antes das férias. Portanto, não há nenhuma chance de greve."

"Alguns casos, devido a uma situação diferente, estão sendo solucionados com mais rapidez. Mas todos irão receber os salários dentro do que acertamos. É uma questão resolvida", reforçou Guerra.

Na sexta-feira (2), os funcionários do futebol, incluindo preparadores físicos, fisiologistas, fisioterapeutas e médicos, haviam decretado "estado de greve". O caso só foi resolvido após o encontro deste sábado. Devido a reunião, os jogadores que se rapresentaram, fizeram trabalhos apenas na academia do CT e não foram para ao campo. Neste domingo (4), o grupo terá atividades nos dois expedientes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias