BASE MANTIDA

Manutenção do time invicto é a arma do Náutico para vencer Atlético-GO

Givanildo Oliveira espera superar o Dragão com a mesma formação que venceu seis seguidas na Série B

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 27/10/2016 às 8:04
Foto: JC Imagem
Givanildo Oliveira espera superar o Dragão com a mesma formação que venceu seis seguidas na Série B - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

Depois de emplacar uma sequência de seis vitórias nessa Série B, o Náutico espera repetir a dose nas seis rodadas restantes na competição. Para isso, o técnico Givanildo Oliveira optou por seguir o ditado e vai mandar a campo o mesmo time que conseguiu colocar o Timbu no G-4. Formação que vai contar com os retornos do goleiro Julio Cesar, do meia Vinícius e do atacante Rony, todos desfalcaram a equipe na derrota diante do Luverdense.

Prova disso é que no único coletivo comandado pelo treinador alvirrubro realizado na última quarta-feira, no CT Wilson Campos, antes do duelo com o Atlético-GO, amanhã, às 20h30, na Arena de Pernambuco, ela 33ª rodada da Segundona, o time titular foi composto por: Julio Cesar, Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Vinícius; Rony e Bergson.

“É importante ter uma estrutura e manter a base do time, mas que fique claro que as entradas dos três jogadores (Rodolpho, Renan Oliveira e Mamute) não foram o motivo da nossa derrota em Lucas do Rio Verde. Nós corremos, lutamos, mas não conseguimos encontrar a marcação. Temos de ter maturidade para entender que não éramos imbatíveis e uma hora a gente ia perder. É claro que é bom que tenha a manutenção de uma espinha, mas num campeonato longo como esse, com jogos difíceis, não se faz só com um time e sim com um grupo. Mas é claro que com entrosamento tudo facilita”, declarou Marco Antônio.

Mesmo com o Atlético-GO precisando só de mais uma vitória para assegurar o acesso - dos seis jogos que ainda restam -, o meio-campista alvirrubro acredita que os rivais goianos vão entrar em campo para garantir vaga na Série A de 2017 já nessa rodada. “Eu acredito que eles já estão na Série A, pela campanha que estão fazendo... Só ficaram fora do G-4 na primeira rodada. Uma hora essa vitória que eles precisam vai acontecer, mas não vai ser nesse jogo. Eu vivi esse outro lado quando subi com a Portuguesa e acredito que o pensamento deles é conseguir o acesso o mais rápido possível. Por isso temos de fazer um jogo grande, consistente e errar pouco, porque em jogo como esse quem errar menos sai com a vitória”, contou Marco.

INGRESSOS

Apesar de a venda de ingressos para o jogo entre Náutico e Atlético-GO está bem menor do que a da partida diante do Ceará (maior público do Timbu no ano, 25.257 pessoas), a procura está boa na sede do clube. Na útlima quarta-feira, a parcial foi de 8.500 ingressos vendidos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias