Timbu

Náutico: 'Só fico se puder pagar meu elenco em dia', diz Zeca Cavalcante

Empresário vai se reunir com o novo vice-presidente alvirrubro, Emerson Barbosa, sobre cargo na diretoria de futebol

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 28/04/2017 às 9:29
Filipe Farias/Editoria de Esportes
Empresário vai se reunir com o novo vice-presidente alvirrubro, Emerson Barbosa, sobre cargo na diretoria de futebol - FOTO: Filipe Farias/Editoria de Esportes
Leitura:

Apontado como um dos nomes a compor a nova diretoria de futebol do Náutico, o empresário Zeca Cavalcante vai se reunir, na tarde desta sexta-feira (28), com o recém empossado vice-presidente alvirrubro, Emerson Barbosa, e Sérgio Lins, outro nome forte para ocupar o cargo. Apenas após a conversa, Zeca, que já teve outras passagens como dirigente do Timbu, vai se posicionar sobre o convite.

Segundo ele, uma resposta positiva depende de o clube alvirrubro encontrar meios de sanar as dívidas com o elenco, que paralisou atividades na última quinta-feira (27) até receber um posicionamento do Náutico sobre os atrasos salariais. “Eu só fico se eu puder pagar o meu elenco em dia. O clube não pode continuar vivendo nessa situação. Em clube nenhum no mundo é possível fazer futebol assim. Sou empresário e honro meus compromissos com os meus funcionários. Ninguém trabalha satisfeito sem receber”, disparou.

REALIDADE DO NÁUTICO

Zeca Cavalcante estava viajando quando recebeu o convite de compor a nova diretoria de futebol alvirrubra. Ele afirma que não deu uma resposta de imediato porque não sabe, em profundidade, dos reais problemas do clube. “O que sei é que o Náutico está atrasado e que os jogadores fizeram a paralisação. Ninguém me ligou para contar nada, eu soube pela rádio, que relatou tudo o que aconteceu lá. Por isso, pedi a reunião (com Emerson Barbosa e Sérgio Lins). Até agora, estou apenas como torcedor”, concluiu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias