CARÊNCIA

Náutico está carente no setor de meio de campo

Time alvirrubro ficou pouco criativo com as saídas de Marco Antônio, Dudu e Giovanni

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 25/05/2017 às 7:03
Foto: JC Imagem
Time alvirrubro ficou pouco criativo com as saídas de Marco Antônio, Dudu e Giovanni - Foto: JC Imagem
Leitura:

Com tantas reformulações sofridas no elenco do Náutico, o setor que vem mais sofrendo com isso é o meio de campo. Da temporada passada pra cá, 11 jogadores passaram pela criação alvirrubra - sete só em 2016. Para piorar, as saídas dos titulares Marco Antônio, Dudu e Giovanni (lateral-esquerdo que vinha atuando como meia) enfraqueceram ainda mais o Timbu, que visivelmente está menos criativo nas últimas partidas.

Diante da falta de opções para armar a equipe alvirrubra, Waldemar Lemos tem optado por uma formação mais compacta e conservadora. Ao invés de investir em atacantes improvisados no meio, o comandante timbu vem povoando mais o setor com volantes. “Com as saídas de Dudu e Marco, praticamente não estamos trabalhando com um meia de origem. Eu, Darlan, Maylson e Cal somos volantes que desempenham essa função à frente”, disse Rodrigo Souza. “Estamos trabalhando forte nessa semana para tentar ver outras formas de trabalhar para rendermos mais em campo”.

REFORÇOS

Apesar da dedicação de todos nos treinos, o cabeça de área alvirrubro reconhece que é necessário a diretoria reforçar o setor para a disputa da Série B. “Vem chegando novos companheiros e espero que chegue para essa posição porque precisamos”, salientou.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias