EM BAIXA

Brasil de Pelotas e Náutico fazem duelo de desesperados na Série B

As duas equipes não iniciaram bem nessa Série B do Brasileiro e ainda não venceram na competição

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 30/05/2017 às 7:09
Foto: JC Imagem
As duas equipes não iniciaram bem nessa Série B do Brasileiro e ainda não venceram na competição - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

Um duelo de desesperados. Em três rodadas disputadas na Série B, Brasil-RS (16º, com 2 pontos) e Náutico (19º, com 1) ainda não venceram, e se enfrentam hoje, às 21h30, no estádio Bento de Freitas, em Pelotas, buscando amenizar esse péssimo início de competição. O técnico Waldemar Lemos está quebrando a cabeça para armar o time para o confronto, já que não poderá contar com a sua principal peça ofensiva: o atacante Erick, que foi vetado por conta de uma torção no tornozelo esquerdo, sofrida na última rodada contra o Ceará.

Diante desse desfalque significativo e por jogar fora de casa, o treinador alvirrubro deve abrir mão do esquema com três atacantes e optar por reforçar o setor de marcação, já que a equipe tem deixado a desejar nesse quesito - nessa Segundona tomou cinco gols em três jogos. Como o volante Amaral fez uma boa estreia, deve ser mantido. Quem pode retornar ao time titular é Darlan, que cumpriu suspensão e fica à disposição de Waldemar.

“Só vou divulgar a escalação minutos antes da partida. Vou conversar com cada jogador e analisar como podemos explorar as melhores possibilidades com cada um deles nesse jogo. Essa chance de voltarmos ao 4-4-2 existe, mas as circunstâncias são várias. Na verdade, o mais importante é termos as nossas linhas bem definidas. Entrar com uma postura correta e ajustada”, falou Lemos.

Com tantos erros que resultaram em gols adversários, o comandante timbu ameniza para os defensores e ressalta que as jogadas do time oponente precisam ser interceptadas ainda no ataque. “Erros estão acontecendo, mas as possibilidades que surgiram não foi no terço final, mas na origem da jogada. O erro não é de um só e sim de todos nós. Se observar outros jogos que acontecem no Brasil e em outros países, os gols acontecem após falhas, erros de posicionamento e isso que precisamos aprimorar para não acontecer na partida”.

Para a partida contra o Brasil de Pelotas, a comissão-técnica alvirrubra preferiu não relacionar o meia Maylson e o atacante Anselmo. Como os dois vinham negociando uma possível permanência no Náutico - para isso, teriam de passar por uma readequação salarial -, o fato de terem sido barrados do confronto de hoje aumenta a especulação de que ambos poderiam ter um futuro fora do clube.

BRASIL-RS

Depois de estrear na Segundona com derrota para o Guarani, o Brasil de Pelotas vem de dois empates consecutivos por 1x1: primeiro com o Londrina, em casa, e na última rodada com o Goiás, no Serra Dourada.

Para o confronto diante do Náutico, o técnico Rodrigo Zimmermann não poderá contar com o Teco, expulso no duelo com os goianos e terá de cumprir suspensão automática. O provável substituto para entrar na defesa Xavante é a utilização de Evaldo ao lado de Leandro Camilo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias