VELHO CONHECIDO

Náutico tem ''espião'' no grupo para passar informações do Brasil-RS

O volante Amaral, campeão Gaúcho pelo Novo Hamburgo, conhece bem a equipe de Pelotas

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 30/05/2017 às 10:39
Foto: Léo Lemos/ Náutico
O volante Amaral, campeão Gaúcho pelo Novo Hamburgo, conhece bem a equipe de Pelotas - FOTO: Foto: Léo Lemos/ Náutico
Leitura:

Um adversário indigesto. Se tem um jogador no elenco do Náutico que conhece bem o time do Brasil de Pelotas é o recém-contratado Amaral. Antes de chegar no Timbu, o volante de 27 anos fez carreira no Sul do país e defendeu por uma temporada em meia o Novo Hamburgo - equipe campeã do Gaúcho desse ano. Nesse período, o agora cabeça de área alvirrubro rivalizou com o Brasil-RS em duas ocasiões, nas duas o duelo terminou empatado por 1x1 (no Estadual de 2016 e 2017).

"O Brasil-RS é um time muito organizado. Tem um treinador que já está no clube há cinco anos, mas eles perderam alguns jogadores após a última Série B. Tiveram de montar outro time e utilizaram o Gaúchão para pegar ritmo", falou Amaral, ressaltou sobre os perigos do próximo adversário alvirrubro. "É muito difícil jogar lá em Pelotas. Eles marcam muito e utilizam muito a bola aérea, que é forte. Apesar de ser um time complicado de enfrentar, temos de ter sabedoria e entrar determinados para podermos conquistar pontos", disse.

CAMPANHA

Nesse início de Segundona, o Brasil de Pelotas, assim como o Náutico, ainda não se encontrou com a vitória. Em três jogos disputados, foram dois empates e uma derrota. Com isso, os gaúchos ocupam a 16ª posição, com dois pontos, um a mais que o Náutico, que está na vice-lanterna na competição.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias