OUSADIA

Náutico quer surpreender mais uma equipe do G-4 da Série B

Depois de vencer o Vila Nova, no estádio Serra Dourada, Timbu quer os três pontos contra o América-MG, no Independência

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 09/08/2017 às 7:03
Foto: JC Imagem
Depois de vencer o Vila Nova, no estádio Serra Dourada, Timbu quer os três pontos contra o América-MG, no Independência - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

Apesar de estar na lanterna da Série B, com apenas 14 pontos, o Náutico apresentou, nesse primeiro turno, um futebol competitivo diante de equipes que estavam na parte de cima da tabela. Empatou com o Juventude por 1x1, quando a equipe gaúcha liderava a competição. Conquistou um ponto diante do Londrina, mesmo jogando na casa do adversário e, no Serra Dourada, surpreendeu o então vice-líder Vila Nova, com uma vitória por 1x0. Até mesmo na derrota para o Internacional, no Beira-Rio, os alvirrubros incomodaram o Colorado e marcaram dois gols (4x2). Com a confiança do grupo em alta, a expectativa é que na sexta-feira, o Timbu consiga ser uma pedra no caminho do líder América-MG.

“Temos de fazer uma campanha de recuperação nesse primeiro turno. Não temos o direito nem de empatar. Só a vitória nos interessa. É manter o que fizemos nesses dois últimos jogos, contra Vila Nova e Luverdense. Se concentrar no jogo para que possamos buscar uma nova vitória”, falou o volante Willian Schuster, que fez a sua estreia com a camisa alvirrubra na última rodada.

O fato de os adversários, talvez, subestimarem o Náutico por estar na última colocação, faz com que a equipe timbu possa tirar proveito dentro de campo. “Ninguém esperava uma vitória nossa contra o Vila Nova, que era o vice-líder. Também fizemos bons jogos contra Londrina, Juventude, mas a vitória não vinha. Vamos encarar o América-MG buscando fazer o nosso melhor e tentar surpreendê-los, assim como fizemos no Serra Dourada.

 

Para que isso aconteça, Schuster acredita que o Náutico precisa manter a mesma postura que tem jogando em casa. “Nosso objetivo é sempre ganhar, seja dentro ou fora de casa. Roberto (Fernandes) enfatizou que devemos jogar da mesma maneira na Arena ou na casa do adversário. A nossa intenção é de ir lá (no estádio Independência) e conquistar os três pontos. O empate, na nossa situação, não ajuda muito”, destacou o cabeça de área.

ARRANCADA

Há nove rodadas, a zona de rebaixamento permanece inalterada. Porém, nesse período, o Náutico foi o que mais somou pontos entre as equipes que integram o grupo de descenso: 12, enquanto que Figueirense (8), Luverdense (8) e ABC (4). O que mostra a reação do time alvirrubro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias