CASCUDO

William usa a experiência dentro de campo em favor do Náutico

Jogador é um dos mais experientes do grupo do Náutico

JC Online
JC Online
Publicado em 11/09/2017 às 7:34
Alexandre Gondim / JC Imagem
Jogador é um dos mais experientes do grupo do Náutico - FOTO: Alexandre Gondim / JC Imagem
Leitura:

Quando uma equipe passa por um momento complicado na competição que disputa, é normal que os atletas mais experientes tomem as rédeas do time dentro de campo e fora dele. No Náutico não foi diferente. Com o time na zona de rebaixamento desde a segunda rodada da Série B, coube aos mais “cascudos” a missão de liderar os mais jovens.

Um destes líderes é o atacante William. Bem verdade que ele não esteve na maioria das 23 partidas já disputadas pelo Timbu na Segundona, tendo em vista que ele estreou apenas na 21ª rodada (contra o Figueirense, na Arena de Pernambuco). Mas, mesmo com o pouco tempo no Recife, o jogador já mostrou a experiência adquirida ao longo dos 16 anos como atleta profissional.

“A partir do momento que eu aceitei o desafio, eu sabia de como se encontrava o clube em termos de tabela e de campeonato. Quando falaram para mim que a equipe era bem jovem, eu sabia que seria um grande desafio. Eu acho que nesse momento você tem que colocar a sua experiência daquilo que você já viveu no futebol. Eu já tive a oportunidade de jogar a Série A e tive a possibilidade de participar bastante da Série B e sei como é. Sei o quanto é difícil”, analisou o jogador.

AFOBAÇÃO

E um dos momentos em que William deixa mais claro a sua experiência é nas horas de afobação dos jogadores mais jovens. Afinal, o Náutico é repleto de atletas das categorias de base no time principal (exemplos de Manoel, David, Joazi e Feliphe Gabriel).

O atacante entende a vontade de querer resolver as partidas do jeito que dá, mas afirmar que é preciso ter calma na hora do último passe.

“Eu também já tive essa fase. Eu perdia muitos gols por causa dessa afobação. Às vezes jogadas que eram para matar o jogo, era para dar um passe e eu cruzava forte. É o último terço do campo, é aonde você tem que respirar, pensar naquilo que você vai fazer... Lógico que não tem muito tempo, mas já tem que antever aquilo que vc vai fazer”, completou.

William é um dos candidatos a artilheiro do Náutico nessa Série B. O jogador fez apenas dois jogos pelo Timbu e marcou um gol, logo na sua estreia. Ele sentiu um incomodo na coxa esquerda neste período e foi desfalque contra o Ceará, pela 22ª rodada da Segunda Divisão. Recuperado, atuou todos os 90 minutos do duelo ante Brasil de Pelotas, na última quarta-feira.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias