Reservas

Com 100% de aproveitamento, técnico aprova 'expressinho' do Náutico

Reservas do Náutico venceram os quatro jogos que disputaram

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 26/02/2018 às 23:19
Alexandre Gondim/JC Imagem
Reservas do Náutico venceram os quatro jogos que disputaram - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Com 100% de aproveitamento, o time reserva do Náutico foi aprovado pelo técnico Roberto Fernandes. Com um calendário apertado, os alvirrubros usaram quatro vezes a equipe alternativa. Foram quatro vitórias na Arena de Pernambuco: América (3x2), Salgueiro (4x0), Afogados (2x1) e Flamengo (1x0).

“A nota não é 10 porque sou muito exigente, mas é muito boa. A equipe considerada titular só fez dois clássicos completa. O balanço é positivo. Mostra que os garotos estão buscando fazer o melhor deles. Foi um aproveitamento muito bom”, afirmou o treinador.

Por sinal, o técnico Roberto Fernandes não gosta de rotular, dentro do elenco, duas equipes: a titular e a reserva. Para ele, todo mundo tem chance. “A equipe que vai a campo é a titular. Nenhum deles pode se sentir preterido. Quem venceu o jogo (na segunda, contra o Flamengo) foi o Náutico. Alcançamos mais uma vez a liderança usando o elenco, principalmente a garotada da base”, explicou Roberto.

VANTAGEM

A vitória contra o Flamengo de Arcoverde, além da retomada da liderança no Estadual, também colocou o Timbu nas quartas de final do Pernambucano com duas rodadas de antecedência.

“O elenco de uma forma geral está de parabéns. Entenderam a dificuldade do ano, que não pode faltar transpiração e empenho. O grupo foi mais uma vez premiado com a vitória. Nesse momento, faltando uma rodada pro Náutico e duas pras outras equipes, dependemos só de nós para terminar na liderança e ter vantagem. E não falo só de mando pros jogos únicos (quartas e semifinal), mas também na hipótese de chegar na final e decidir em casa”, ressaltou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias