Série C

Título eleva nível de exigência para Série C, diz técnico do Náutico

'A cobrança vai mudar', afirmou Roberto Fernandes

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 09/04/2018 às 17:04
Diego Nigro/JC Imagem
'A cobrança vai mudar', afirmou Roberto Fernandes - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

A menos de uma semana para a estreia na Série C, o técnico do Náutico sabe que o nível de cobrança para a competição vai ser maior. Com o título do Pernambucano, Roberto Fernandes acredita que o acesso para a Segundona será mais exigido. Até por isso, pediu calma: o planejamento não muda por causa da conquista local.

"Vai mudar a cobrança e o nível de exigência. Mas o título não vai nos capacitar o aumento do orçamento em R$ 300 mil. Continuamos dentro do planejamento e com os pés no chão. Ninguém aqui vai dizer que o time está pronto. O Náutico vai disputar a Série C no mesmo pé de igualdade da maioria dos concorrentes. Claro que o título nos traz mais responsabilidade e expectativa. Mas é colocar os pés no chão e trabalhar muito para merecer (o acesso)", afirmou o técnico Roberto Fernandes.

SÉRIE C

Para o treinador, o Náutico brigará pela classificação na Série C. Mas que o campeonato é bem parelho do início ao fim. "O Náutico chega para lutar pelo acesso. Disputei algumas vezes a competição e ela é muito difícil e equilibrada porque são só dez equipes em pontos corridos. Se ganhar três jogos, está na zona de classificação. Se perder três, no Z4. E você vê equipes que ficam entre os quatro melhores durante toda a primeira fase e não passam no mata-mata. Entendo que o torcedor é fundamental nisso: a Série C é muito copeira. Mando de campo faz uma diferença tremenda. Não pensem que o Náutico vai nadar de braçada. Vai ser muito difícil", finalizou.

Últimas notícias