Série C

Náutico com problemas em duas posições para enfrentar o Atlético-AC

'Vamos pra esse jogo com muito mais problemas do que contra o Botafogo-PB', afirmou Roberto Fernandes

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 27/04/2018 às 13:32
Alexandre Gondim/JC Imagem
'Vamos pra esse jogo com muito mais problemas do que contra o Botafogo-PB', afirmou Roberto Fernandes - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Logo após a primeira semana cheia de treinamentos visando a Série C, o técnico Roberto Fernandes tem pouca coisa para comemorar. Com o departamento médico cheio, o treinador mostrou preocupação com duas posições para enfrentar o Atlético-AC, neste domingo (29), pela terceira rodada na Série C. Com poucas opções, o treinador terá que improvisar na lateral direita e ainda não sabe quem vai escalar entre os volantes no Acre.

"Tivemos a primeira semana de trabalho visando a Série C com muito mais problemas do que gostaríamos. Da equipe que enfrentou o Botafogo-PB, nós só perdemos jogadores. Temos alguns problemas a serem solucionados e estamos quebrando a cabeça para termos as melhores opções. Vamos pra esse jogo com muito mais problemas do que contra o Botafogo-PB. Temos confiança no grupo, mas vai ser uma partida de muita superação", afirmou o treinador do Náutico.

LATERAL-DIREITO

No lado direito, o grande problema é a falta de opções. Com Bryan e Thiago Ennes machucados, o técnico terá que improvisar mais uma vez. Contra o Botafogo-PB, o meia Medina foi o escolhido, mas não agradou na parte defensiva. Agora, as opções são o meia Luiz Henrique e o zagueiro Rafael Ribeiro.

"No jogo passado, ficou claro que Medina pode até suprir a posição, mas se o jogo fosse em casa. Mas por ser fora, ele não tem característica de marcação e fica um ponto vulnerável. Abriu brecha para situações como Luiz Henrique e Rafael Ribeiro. Rafael jogou bem no 0x0 fora de casa contra o Criciúma na Série B do ano passado. Vamos definir isso no último treinamento, em Rio Branco-AC. Mas nenhum que entrar vai me satisfazer. Vou dar o apoio e sei que vão buscar fazer o melhor, mas não será o mesmo rendimento de Thiago Ennes ou de Bryan, que são familiarizados com a função. Precisamos corrigir o setor com o que temos para fazer uma história diferente no domingo", explicou Roberto.

VOLANTE

O problema na cabeça de área é o companheiro de Negretti na marcação. Com poucas opções, Roberto até testou um esquema com três zagueiros durante a semana, mas a lesão de Camacho impossibilitou o uso do 3-4-3. Sem o machucado Josa e a aposentadoria de Wendel, a tendência é que Jhonnatan estreie com a camisa do Náutico. 

"Três zagueiros nunca foi opção. O Náutico não vai jogar com três zagueiros porque não tem plataforma para posicionamento no 3-5-2 ou no 5-4-1. Mas o que acontece é que temos agora um meio de campo sem pegada. Contra o Botafogo-PB, ficou muito claro que Negretti, sozinho para marcar no meio, não vai dar conta. Por isso testamos três zagueiros enquanto não recuperamos jogadores ou outra situação (contratação). Sobre Jhonnatan, vamos esperar o treino de amanhã (sábado, no Acre). O rendimento dele no treino tem sido satisfatório, Mas estou estreando, sem estar no melhor das condições, vários atletas. Ele seria outro, e é muito problema prum jogo só", explicou.

ATAQUE

Para finalizar, no ataque, o treinador confirmou três mudanças e um desfalque. Após a melhora do problema familiar, Ortigoza retornou ao Recife e será titular. Ao lado dele, estreia do meia-atacante Lelê pela esquerda e a volta de Fernandinho, recuperado de lesão, pela direita. Por outro lado, o Náutico perde Robinho, que vinha sendo titular nos últimos jogos, machucado.

"Robinho vinha sendo titular nos últimos jogos e oscilou. Mas em tempo e temperatura normal, Lelê e Fernandinho são os dois jogadores da posição. Só lamento os dois não estarem no melhor das condições. Acredito que vão render mais quando tiverem gás e tempo para treinar. Os dois têm dado uma consistência interessante junto com Ortigoza no ataque", finalizou Roberto Fernandes.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias