Timbu

Márcio Goiano chega com missão de fazer Náutico voltar a render

Treinador assume o time na lanterna da Série C do Brasileiro

Thiago Wagner Thiago Wagner
Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 21/05/2018 às 8:03
Rodrigo Lôbo/Acervo JC Imagem
Treinador assume o time na lanterna da Série C do Brasileiro - FOTO: Rodrigo Lôbo/Acervo JC Imagem
Leitura:

Na lanterna da Série C do Campeonato Brasileiro, o Náutico inicia a semana com um novo técnico. Trata-se de Márcio Goiano, anunciado nesse domingo pelo clube através das redes sociais. O treinador de 48 anos é aguardado nesta segunda no Recife para iniciar os trabalhos no Timbu. O último clube dele foi a Aparecidense, onde foi vice-campeão goiano nesta temporada.

“Aceitei o convite por conhecer demais o Náutico e o futebol de Pernambuco. Na minha época como jogador e também agora como treinador, quando fui ao Recife enfrentar o Náutico, senti o peso dessa camisa centenária. Chego ao Recife com a vontade de reverter essa situação e, degrau por degrau, colocar a equipe onde ela merece estar”, comentou o novo treinador alvirrubro, que chega com o auxiliar, Edson Miolo, velho conhecido do futebol pernambucano, com passagens por Náutico, Santa Cruz e Sport.

Além de Aparecidense, Márcio Goiano tem passagens de destaque pelo Figueirense. Em Santa Catarina, levou o time ao acesso na Série B de 2010. Apesar de nunca ter comandado uma equipe pernambucana, o treinador também é conhecido do torcedor local. Ele jogou no Sport entre 1997 e 99. 

A missão de Goiano é clara em Rosa e Silva: fazer o time voltar a render na temporada e sair da última posição do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Mais do que isso, precisa levar o Náutico para o G4 da competição. Assim, poderá brigar pelo acesso para a Série B do ano que vem. Para cumprir a tarefa, terá 12 rodadas na Terceirona.

Com a chegada do novo comandante, o interino Dudu Capixaba, que comandou a equipe em dois jogos na Série C, uma vitória e uma derrota, volta para o time sub-20 do Náutico. Ele, contudo, irá ajudar a comissão técnica do profissional. Desde a demissão do técnico Roberto Fernandes, no dia 6 de maio, que o clube vinha procurando um novo técnico. No entanto, não estava obtendo sucesso. Por isso, vinha usando Dudu Capixaba como interino.

O detalhe é que até antes da partida contra a Juazeirense, vencida pelos baianos por 2x0 no último sábado, a diretoria do Náutico vinha adotando o discurso da cautela na hora de procurar um técnico. Nas palavras dos dirigentes, a rapidez era inimiga para trazer um profissional que se encaixasse na filosofia do clube, que não tem um grande orçamento para 2018. Até mesmo a efetivação de Dudu Capixaba foi especulada nos bastidores alvirrubros.

Após a derrota, contudo, o mercado parece ter “aberto” para o Timbu. Antes de anunciar Márcio Goiano, já havia sido divulgada a informação de que o clube tinha ido atrás de Argel Fucks, treinador que já teve passagens por clubes de Série A como Vitória e Internacional. O técnico, contudo, afirmou ter proposta do futebol dos Emirados Árabes e negou a vinda para o Alvirrubro.

Como chega nesta segunda, Márcio Goiano já deve comandar o time na beira do gramado durante a partida contra o Globo-RN, no domingo, a partir das 19h, na Arena de Pernambuco. Para este compromisso, o Timbu poderá contar com reforços importantes na defesa, como os zagueiros Breno Calixto e Camacho e o lateral-direito Bryan. Com isso, a equipe chegará mais reforçada para começar uma dura caminhada em busca da reação na Série C do Brasileiro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias