Kuki

Ídolo do Náutico, Kuki recebe título de Cidadão Pernambucano na Alepe

Aos 47 anos, o ex- jogador foi homenageado na noite desta quarta-feira (7)

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 07/11/2018 às 20:38
Heluizio Almeida/Alepe
Aos 47 anos, o ex- jogador foi homenageado na noite desta quarta-feira (7) - FOTO: Heluizio Almeida/Alepe
Leitura:

Quase dez anos depois de ter se aposentado dos gramados, Kuki, um dos maiores ídolos do Náutico, colecionou mais um título em sua vida. Aos 47 anos, o baixinho recebeu na noite desta quarta-feira (7), na Assembléia Legislativa do Estado, o título de Cidadão Pernambucano e não escondeu a emoção.

''Me sinto bastante lisonjeado pela homenagem. Muito feliz e honrado por ser lembrado pelas pessoas, pelo Estado que me acolheu e pelo Clube Náutico Capibaribe, no qual eu joguei e hoje trabalho. Também tenho muito respeito pelos torcedores do Sport e do Santa Cruz, todo mundo sabe que eu trato eles da mesma forma’’, comentou Kuki.

Há quase 17 anos morando em Pernambuco, Kuki nasceu em Crateús-CE e foi criado em Roca Sales, interior do Rio Grande do Sul. O ex- jogador chegou ao Náutico em 2001, desconhecido por parte dos torcedores e fez história com a camisa alvirrubra. Em dez temporadas no time pernambucano, Kuki foi o jogador que mais vezes vestiu a camisa do Náutico, em 387 jogos, além de ser o terceiro maior artilheiro do clube, com 184 gols. No timbu, também conquistou três campeonatos pernambucanos e um acesso à Série A.

Autor da proposta, o deputado estadual e alvirrubro Rogério Leão, comentou que Kuki tem importância não só para o Náutico, mas para todo o futebol pernambucano. Hoje secretário da Casa Civil do Estado, André Campos, ex- presidente do Náutico e responsável pela contratação de Kuki em 2001, também estava presente na cerimônia.

''Acredito que faltava isso para Kuki. É um atleta que tem todas as credenciais para receber esse título, por tudo que ele fez pelo Náutico e pelo o que ele representa para uma grande parcela do povo pernambucano. Kuki é respeitado e considerado por todo futebol pernambucano’’, destacou o Rogério Leão.

SONHO

Atualmente auxiliar técnico do Náutico, Kuki está estudando fisioterapia. Com conquistas durante, e agora depois da carreira, o ex- jogador afirmou que ainda tem sonhos. ‘’A gente sempre tem sonhos, hoje eu sou um estudante, então eu estou sempre buscando algo mais, buscando aprendizado, conhecimento. Sou impulsionado pela minha esposa, que me ajudou bastante, ela quem foi a precursora dessa minha volta aos estudos, isso foi fundamental para mim'', pontuou Kuki.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias