Camisa 10

Náutico busca nome midiático para substituir Ortigoza

Timbu terá apoio de grupo de alvirrubros para tentar contratar atleta de peso

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 07/12/2018 às 17:15
Divulgação/Figueirense
Timbu terá apoio de grupo de alvirrubros para tentar contratar atleta de peso - Divulgação/Figueirense
Leitura:

Depois do sucesso de Ortigoza na temporada 2018, o Náutico tentará novamente um nome midiático para a próxima temporada. Segundo informações obtidas pela reportagem, o Timbu está com negociações avançadas com um camisa 10 que já jogou em Pernambuco e que foi campeão mundial. Em entrevista ao JC, o vice-presidente Diógenes Braga evitou confirmar qualquer informação sobre o possível reforço.

“Pode ser que sim, pode ser que não. Não vou colocar que vai chegar porque, pra mim, contratação só quando está assinado. Acho que o elenco que a gente está montando está satisfazendo bastante. O foco é maior no que temos. É possível que venha um atleta que tenha apelo de marketing maior? É. Mas não vou assegurar que isso vai acontecer”, afirmou o vice-presidente.

O nome apurado pelo JC é o de Jorge Henrique, atacante que passou pelo Náutico entre 2003 e 2004 e que foi campeão do Mundial de Clubes de 2012 pelo Corinthians. Nesta sexta (7), o jogador se despediu do Figueirense, clube onde passou duas temporadas. Em rápido contato com a reportagem, o atacante afirmou que não poderia falar porque estava a caminho do jogo beneficente e de despedida do também atacante Emerson Sheik, companheiro de Jorge no Timão.

A informação é que o jogador já pode até participar da reabertura dos Aflitos, no dia 16 de dezembro, contra o Newell’s Old Boys (ARG). Diógenes não quis falar sobre o nome, mas ressaltou que várias opções vem aparecendo para o Náutico. “Existem conversas. Na verdade, hoje o Náutico transformou-se. Isso faz com que algumas possibilidades, que antes não aconteciam, passem a acontecer. É um clube que os atletas querem vir, e diariamente surgem inúmeras oportunidades. Mas não vou prometer nem falar em prazo”, disse.

AJUDA

O jogador midiático, assim como Ortigoza, também viria com a auxílio de empresários alvirrubros, que continuam ajudando o clube mesmo com a saída do paraguaio. Nesta semana, o Náutico efetuou o pagamento do mês de novembro para funcionários, jogadores e comissão técnica, fechando o ano do futebol com as contas em dia.

“O grupo nunca parou de ajudar, mesmo sem jogos. O que a gente tem buscado é fazer um elenco forte, e esse grupo ajuda muito na montagem do elenco. É um plus que a gente consegue dar na folha. Pelo clube, não mudaria (a folha salarial) do que a gente assumiu no ano passado (em torno de R$ 300 mil mensais). Eles incrementam a qualidade do plantel, seja com contratação ou com renovações de atletas que se valorizaram. Eles têm sido fundamentais pra gente cumprir os compromissos”, finalizou Diógenes. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias