série a

Bruno Mineiro dá show e Portuguesa humilha o Sport no Canindé: 5x1

Em noite de astro, o jogador marcou três vezes e comandou a vitória da Lusa diante do Leão, na noite de quinta-feira, em partida disputada no Canindé

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 04/10/2012 às 22:57
Foto: AE
Em noite de astro, o jogador marcou três vezes e comandou a vitória da Lusa diante do Leão, na noite de quinta-feira, em partida disputada no Canindé - FOTO: Foto: AE
Leitura:

Dispensado pelo presidente Gustavo Dubeux no final do ano passado, o atacante Bruno Mineiro impôs mais uma derrota ao Sport no Campeonato Brasileiro da Série A. Em noite de astro, o jogador marcou três vezes e comandou a vitória da Lusa diante do Leão, na noite de quinta-feira, por 5x1, em partida disputada no Canindé, em São Paulo. Moisés fez o quarto gol da Portuguesa. Rodriguinho fez o quinto. Hugo descontou para o Rubro-negro. Com o resultado, o Sport permanece em 17º lugar, com os mesmos 27 pontos, mas a situação está cada vez pior porque o Coritiba venceu a Ponte Preta, em casa, por 1x0. Para sacramentar ainda mais a fase sinistra que ronda a Ilha do Retiro, o Palmeiras pode ultrapassar o Leão no sábado, caso vença o clássico contra o São Paulo.

Com os três gols marcados nesta quinta, Bruno Mineiro assumiu a atilharia do campeonato de forma isolada, com 14 gols. Vale salientar que ele foi dispensado por Gustavo Dubeux mesmo tendo feito o gol do acesso do Sport no ano passado. Para dar mais saudades do artilheiro, vale a comparação: todos os atacantes do Leão marcaram menos que Bruno: Gilberto fez cinco gols (um quando ainda jogava no Inter), Felipe Azevedo também tem cinco, Henrique tem dois e Gilsinho fez apenas 1. Juntos, somam 13 tentos

O Sport vai tentar evitar o cada vez mais provável rebaixamento na próxima quinta-feira (11), diante do Grêmio, na Ilha do Retiro.

O JOGO - O jogo começou com a Portuguesa impondo ritmo forte e sufocando o Leão. JOgava o Sport para o campo de defesa. A Lua chegou a perder algumas boas oportunidades de abrir o placar, até que Cicinho escapou pela direita e cruzou na medida para o meia Hugo, de cabeça, abrir o placar para o Leão.

Depois do gol, o Sport melhorou na partida e a Lusa ficou um bom tempo sem chegar ao gol de Magrão. Até que, em jogada pelo lado direito do ataque da Lusa, Bruno Mineiro aproveitou o cruzamento e, de primeira, empatou a partida.

No segundo tempo, a Portuguesa veio decidida a virar a partida e não demorou muito para Bruno Mineiro mostrar que é melhor e mais oportunistas que todos os atacantes que estão, atualmente, na Ilha. Ele aproveitou rebote de uma bola na trave e empurrou para as redes, virando a partida

A Lusa continuou em cima e Bruno fez mais um. Ele recebeu na grande área e fuzilou Magrão. Completamente batido em campo, o Sport não tinha forças para reagir e apenas via a Portuguesa comandar a partida. Até que, em bela jogada individual, Moisés entrou sozinho e chutou para bela defesa de Magrão. No rebote, ele driblou, de uma vez só, Magrão e Renê e aumentou: 4x1. Já aos 45, após cruzamento da direita, Rodriguinho chutou cruzado, no canto de Magrão, fazendo 5x1 e encerrando a noite de vexame protagonizada pelo Sport.

Portuguesa: Dida; Luis Ricardo, Gustavo, Valdomiro e Rogério; Boquita, Léo Silva, Moisés e Ananias (Diguinho); Michel (Zé Antônio) e Bruno Mineiro (Rodriguinho).

Sport: Magrão; Cicinho, Diego Ivo, Edcarlos (Renan Teixeira) e Renê; Tobi, Moacir, Rithely e Hugo (Roberson); Gilsinho e Felipe Azevedo (Gilberto).

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo-SP. Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG). Assistentes: Dibert Pedrosa (Fifa/RJ) e Celso Luiz da Silva (MG).  Público: 2.054 torcedores.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias