Automobilismo

Copa Montana retorna mais segura

Após morte de Sondermann, categoria traz novos quesitos de segurança para a corrida de domingo, em Porto Alegre

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 10/05/2011 às 21:29
Foto: Divulgação
FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Passado o luto pela morte do paulista Gustavo Sondermann, no dia 3 de abril, em Interlagos, os carros da Copa Montana retornam à pista para a segunda etapa da temporada 2011 com novos quesitos de segurança. No Velopark, em Porto Alegre, domingo, os protótipos terão espumas amortecedoras de impacto também na lateral do passageiro, pastilhas de freio maiores e discos de freio refrigerados, além de desembaçador no vidro dianteiro. As mudanças fazem parte das exigências da comissão de pilotos da categoria, que é presidida pelo pernambucano Sérgio Ramalho e foi criada após o acidente fatal na prova de abertura do campeonato.

“É apenas o início das mudanças que a categoria precisa fazer para se tornar realmente segura para todos os pilotos. Outras questões expostas pela comissão de pilotos estão sendo discutidas, neste momento, com promotores da Montana e representantes da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA)”, comentou Serginho, que foi eleito presidente da comissão graças ao bom acesso que tem ao mandatário da CBA, o também pernambucano Clayton Pinteiro.

A corrida no Velopark será a primeira oportunidade para se medir realmente as chances de cada piloto dentro da temporada. Isso porque, a etapa de abertura foi interrompida na sexta volta por conta do acidente fatal de Sondermann. Acelerando um dos melhores carros da Montana, o da Nascar Motorsports/Dislub/Frevo, Serginho quer ao menos subir ao pódio em Porto Alegre. “Para ser campeão, é preciso estar sempre pontuando e subindo ao pódio. Fui segundo em Interlagos e quero chegar entre os primeiros de novo. É importante iniciar o ano pontuando bem”, afirmou.

O pernambucano ocupa a segunda posição na classificação, com dez pontos. A liderança é do paulista Rafael Daniel, que soma 12,5. O atual campeão da categoria, o paranaense Diogo Pachenki, que é companheiro de equipe de Sérgio Ramalho, é apenas o sexto na tabela, com cinco. Depois da corrida no Velopark, a Copa Montana segue para Campo Grande (MS), palco da terceira etapa, no dia 5 de junho. No total, serão disputadas nove corridas ao longo da temporada.

Leia mais na edição desta quarta-feira (11/05) do Jornal do Commercio.

Últimas notícias