tênis

Wozniacki derrota canadense e vai à terceira rodada de Roland Garros

Dinamarquesa precisou de quase duas horas para selar a vitória sobre a canadense Aleksandra Wozniak, por 2 sets a 0

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 25/05/2011 às 9:08
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Caroline Wozniacki teve mais trabalho do que esperava em sua segunda partida em Roland Garros. Nesta quarta-feira, a dinamarquesa precisou de quase duas horas para selar a vitória sobre a canadense Aleksandra Wozniak, por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/6 (8/6).

As duas tenistas fizeram um primeiro set de cinco quebras de saque, com ligeira vantagem para a número 1 do mundo, que se impôs no serviço da rival por três vezes. A segunda parcial foi mais equilibrada, sem chances de quebra.

No tie-break, porém, a canadense se sobressaiu e chegou a ter três set points. Mas a dinamarquesa reagiu rapidamente e virou o placar, para selar o triunfo em 1h54min. No final das contas, a número 1 registrou 16 bolas vencedoras, contra 25 da canadense. Mas falhou menos. Foram 24 erros não forçados, diante de 38 da rival.

Na terceira rodada, a líder do ranking vai encarar a vencedora da partida envolvendo a italiana Sara Errani e a eslovaca Daniela Hantuchova, que se enfrentam ainda nesta quarta-feira.

Finalista em 2010, a australiana Samantha Stosur também garantiu sua vaga na terceira rodada de Roland Garros. A oitava cabeça de chave superou a romena Simona Halep com facilidade, por 6/0 e 6/2. Na sequencia, ela vai duelar com a argentina Gisela Dulko, que eliminou a búlgara Tsvetana Pironkova por 6/4 e 6/2.

Também nesta quarta, a alemã Julia Goerges, 17.ª cabeça de chave derrotou a checa Lucie Safarova, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 7/5 e 6/2. Sua próxima adversária sairá do confronto entre a francesa Marion Bartoli e a bielo-russa Olga Govortsova.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias