Derrota

Campeão mais velho do boxe perde após golpe polêmico

Em maio, Hopkins se tornou o mais velho boxeador a se tornar campeão mundial no boxe ao vencer o canadense Jean Pascal

Aline Souza
Aline Souza
Publicado em 16/10/2011 às 9:32
Leitura:

O veterano norte-americano Bernard Hopkins sofreu a sua primeira derrota por nocaute da sua carreira em combate que valeu o cinturão dos meio-pesados do Conselho Mundial de Boxe. Na noite de sábado, o boxeador de 46 anos perdeu a sua condição de campeão mundial ao ser batido por Chad Danson, também dos Estados Unidos, em luta definida com um golpe polêmico em Los Angeles.

No segundo round, Dawson levantou Hopkins com o seu corpo e derrubou o oponente. Hopkins caiu no ringue, batendo o ombro e a cabeça. Assim, não teve condições de permanecer na luta. O juiz considerou o incidente legal e decretou a vitória de Dawson, que conquistou o cinturão dos meio-pesados do Conselho Mundial de Boxe por nocaute técnico.

Em maio, Hopkins se tornou o mais velho boxeador a se tornar campeão mundial no boxe ao vencer o canadense Jean Pascal. Agora ele passa a ter no seu cartel 52 vitórias, seis derrotas e dois empates. O veterano protestou contra o golpe de Dawson e a decisão dos juízes. "Eles me querem fora do boxe, e esta é uma maneira de fazer isso", disse. "Chad Dawson chegou hoje à noite no ringue, e ele só queria me enfrentar com golpes sujos. Ele queria me tirar de lá, e essa foi a única maneira que ele poderia fazer isto".

Dawson, agora com 31 vitórias e apenas uma derrota, se defendeu e ironizou a postura de Hopkins. "Ele pulou em mim e foi me puxando para baixo, então eu o empurrei com o ombro", disse. B-Hop [Bernard Hopkins] decepcionou muitos fãs. Eu estava procurando fazer uma boa luta. Treinei oito semanas para isso. Sim, ele estava fingindo. Esta é uma luta que eu queria por três anos, e Bernard, obviamente, não quis a luta".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias