Vôlei

Brasil termina primeiro dia do Grand Prix em quarto

A equipe brasileira voltará à quadra nesta quinta-feira (28), quando enfrenta as chinesas, às 8h30 (horário de Brasília)

Juliana Regis
Juliana Regis
Publicado em 27/06/2012 às 12:13
Leitura:

A seleção brasileira feminina de vôlei terminou o primeiro dia da fase final do Grand Prix, que está sendo disputada em Ningbo, na China, na quarta colocação. Com a derrota por 3 sets a 2 diante das norte-americanas nesta quarta-feira (27), as comandadas do técnico José Roberto Guimarães somaram seu primeiro ponto na competição. Os Estados Unidos estão logo acima, com dois pontos ganhos.

A liderança do torneio está nas mãos da própria China, que não tomou conhecimento de Cuba e venceu por 3 sets a 0, também nesta quarta, com parciais de 25/22, 25/22 e 25/17. As donas da casa levam vantagem sobre a Turquia, segunda colocada, no saldo de sets, já que no outro jogo do dia, as turcas passaram pela Tailândia por 3 sets a 1, com 25/22, 25/21, 20/25 e 26/24.

A equipe brasileira voltará à quadra nesta quinta-feira (28), quando enfrenta as chinesas, às 8h30 (horário de Brasília). Para vencerem as donas da casa, as jogadoras sabem que precisarão repetir a atuação da última partida entre as equipes, no domingo passado, quando venceram por 3 a 0, pela fase anterior do Grand Prix.

“Quando vencemos as chinesas, no último domingo, o nosso saque foi eficiente, e isso tem que acontecer novamente. Sacar bem é fundamental. A nossa relação entre o bloqueio e a defesa também tem que funcionar. Mas sabemos que será mais um jogo difícil. A China tem uma equipe alta e habilidosa. Elas têm muitas variações de jogadas e mexem muito no jogo”, comentou a levantadora Fabíola.

A meio de rede Fabiana foi outra que apontou a necessidade de voltar a sacar bem. “A China é um time muito rápido, com uma defesa muito forte. Sacar bem contra elas é imprescindível. Não podemos as deixar jogar com velocidade e precisamos ser eficientes nos contra-ataques”, avaliou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias