Vôlei

Brasil perde para Polônia e está fora da Liga Mundial

Seleção sofreu a segunda derrota na fase final do torneio e foi eliminada ao perder para a Polônia por 3 sets a 2

João Marcelo
João Marcelo
Publicado em 05/07/2012 às 14:49
Leitura:

O sonho da seleção brasileira masculina de vôlei de conquistar o 10º título da Liga Mundial em 2012 acabou nesta quinta-feira (5.7). Em Sófia, na Bulgária, a equipe dirigida por Bernardinho sofreu a segunda derrota na fase final do torneio e foi eliminada no Grupo F do torneio ao perder para a Polônia por 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 25/23, 23/25, 25/17 e 15/10.

O resultado deixou o Brasil com apenas um ponto no Grupo F, já que a equipe havia perdido para Cuba por 3 sets a 0 na quarta-feira. Assim, já classificadas para as semifinais da Liga Mundial, as seleções polonesa e cubana vão disputar a primeira colocação da chave na sexta. Assim, a equipe dirigida por Bernardinho sofreu uma rara eliminação precoce.

A derrota desta quinta confirmou o recente retrospecto ruim do Brasil diante da Polônia. Na fase de classificação, as equipes disputaram o Grupo B, com amplo domínio dos poloneses, que conquistaram três vitórias e sofreram apenas uma derrota para a seleção brasileira.

Fora da Liga Mundial, o Brasil se concentra agora na reta de final de preparação para a Olimpíada de Londres. Em 2008, nos Jogos de Pequim, a equipe ficou com a medalha de prata ao perder para os Estados Unidos na final.

-
-
-
-
-
-
-
-
-
-

O JOGO - A acachapante derrota para Cuba por 3 sets a 0 levou Bernardino a realizar algumas mudanças na equipe titular para o duelo com a Polônia, apostando na experiência de Giba e Rodrigão. Assim, o Brasil começou o jogo com Bruno, Leandro Vissotto, Lucão, Rodrigão, Murilo e Giba, além do líbero Serginho. Wallace, Ricardinho e Dante entraram durante o duelo.

O principal destaque da partida foi Kurek, que marcou 25 pontos para a Polônia, quatro a mais do que Bartman. Já Leandro Vissotto fez 16 pontos para o Brasil, um a mais do que Rodrigão e Lucão.

A Polônia começou melhor a partida desta quinta-feira e foi ao primeiro tempo técnico em vantagem de três pontos. O Brasil, porém, conseguiu equilibrar o duelo, assumiu a dianteira do placar (12/11) e venceu o primeiro set por 25/23, com o último ponto sendo marcado por Wallace.

Embalado pela vitória na primeira parcial, o Brasil liderou o placar durante quase todo o segundo set. Assim, foi aos dois tempos técnicos à frente - 8/6 e 16/14. A Polônia, porém, conseguiu equilibrar o duelo e venceu por 25/23.

A derrota não abalou o Brasil, que dominou o terceiro set, fez 8/4 na primeira parada técnica e ampliou para oito pontos (16/8) a sua vantagem na segunda. A Polônia esboçou uma reação, encostou no placar ao se aproveitar dos erros da equipe de Bernardinho, mas não evitou a vitória brasileira por 25/23.

Batida na terceira parcial, a Polônia reagiu no quarto set e liderou o placar desde o começo. Assim, fez 8/5 no começo e chegou a abrir 21/15. Com extrema facilidade, a equipe empatou o duelo em 2 sets a 2 com a vitória por 25/17.

A Polônia manteve o domínio da partida no tie-break e liderou o placar desde o início. Na virada de quadra, os poloneses venciam por 8/5 e acabaram triunfando por 15/10 para eliminar o Brasil na Liga Mundial e confirmar a condição de algoz da equipe de Bernardinho nesta edição do torneio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias