ufc

Outro astro do MMA no Recife

Após a vinda de Rampage Jackson, o inglês Michael Bisping deve realizar o camp na capital pernambucana

Elias Roma Neto
Elias Roma Neto
Publicado em 01/11/2012 às 19:29
Leitura:

Mais uma estrela do UFC deve pintar no Recife para realizar seu camp – o período de treinos que antecede a luta. Primeiro foi o americano Quinton “Rampage” Jackson, que esteve na cidade em setembro. Agora pode ser a vez do inglês Michael Bisping, um dos principais nomes entre os pesos médios (até 84kg) do evento. As negociações para a vinda do britânico estão bastante adiantadas com a equipe do Vorus Clube da Luta, academia de artes marciais localizada na Ilha do Leite, área central do Recife. Se forem mesmo confirmados os rumores de um duelo entre ele e o carioca Vitor Belfort no dia 19 de janeiro, a chegada de Bisping à capital pernambucana acontecerá no fim de novembro.

Irreverente e também mau-humorado, assim é Michael Bisping. O inglês tem 33 anos, é especialista em caratê e kickboxing, e ostenta um cartel para lá de vitorioso no MMA: 23 triunfos e apenas 4 derrotas. Ele chegará ao Recife embalado por vitória nos pontos sobre o americano Brian Stann, no UFC 152, que foi disputado no dia 22 de setembro, em Toronto (CAN). Com o resultado, o inglês chegou a ser cogitado como o próximo adversário do brasileiro Anderson Silva pelo cinturão dos pesos médios.

Assim como no caso de Rampage, a escolha de Michael Bisping pelo Recife se deve exclusivamente ao fato de ele querer contar em sua equipe de treinadores com o pernambucano Mario Sukata, ex-lutador do UFC e faixa preta de jiu-jítsu. Sukata ganhou fama mundial preparando atletas de MMA (artes marciais mistas, sigla em inglês). “Mais uma vez, é uma grande honra saber que um lutador do quilate do Michael Bisping quer contar com o meu trabalho. Estamos negociando a vinda dele. Acredito que dará tudo certo e ele virá para o Recife”, disse Sukata.

Os dois são velhos conhecidos. Em 2005, quando Sukata trabalhava na academia Wolfslair, em Liverpool (ING), Bisping recorreu ao pernambucano para treinar técnicas de chão – àquela altura, o inglês já era campeão do Cage Rage, um dos maiores eventos de MMA da Europa. “Ele chegou lá sem saber nada de jiu-jítsu. Era nível iniciante mesmo, mas se destacava no MMA por conta de seu bom desempenho na trocação, tanto com chutes como com socos. Mas ele é um cara muito determinado, que gosta de trabalhar, e não demorou a evoluir muito no chão. Hoje é um fera”, relembrou Sukata.

Bisping deve desembarcar com um estafe de cerca de dez pessoas. Virão técnicos de boxe e muay-thai, sparrings e preparador físico. O treinamento do inglês será feito no Vorus, que passou por uma profunda reforma em setembro para receber Rampage. “A estrutura já está montada. Agora, é esperar pela decisão do Bisping. Vamos torcer para que ele decida mesmo vir para cá”, finalizou Sukata.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias