automobilismo

Rubens Barrichelo de volta às pistas

Neste domingo (3/03), a partir das 10h, o paulista de 40 anos inicia a disputa da Stock Car 2013

Eduardo Donida
Eduardo Donida
Publicado em 03/03/2013 às 8:45
Leitura:

Depois de 20 temporadas consecutivas acelerando fora do País – sendo 19 na Fórmula 1 (1993-2011) e uma na Fórmula Indy (2012) –, Rubens Barrichello está de volta ao automobilismo brasileiro. Neste domingo (3/03), a partir das 10h, o paulista de 40 anos inicia a disputa da Stock Car 2013, pilotando o carro de número 111 da equipe Full Time, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Para incentivá-lo, mecânicos da escuderia colaram no volante do protótipo que ele guiará um adesivo com a frase “Acelera Rubinho!”.

Agora encarando o desafio de acelerar um carro de turismo, Barrichello sabe que precisará de algum tempo para se adaptar à nova categoria. No entanto, o fato de o campeonato começar em Interlagos dá ao piloto quarentão a expectativa de uma boa apresentação logo na estreia. Afinal, é o circuito brasileiro que ele mais correu profissionalmente na carreira.

“Não tenha dúvida que eu tenho muita experiência em Interlagos, mas em outro tipo de viatura. Essa é uma que eu ainda estou conhecendo, que foi um grande barato guiar, principalmente porque Interlagos ficou pequeno, com esse carrão com portas fechadas. Minha equipe é boa, mas eu continuo como um novato. Acho que estaremos competitivos, mas daí a lutar por vitórias... tem muito ‘macaco velho’ que vou ter que passar por cima”, disse Rubinho, com bom humor.

O grande desafio de Barrichello, neste momento, é entender o comportamento do carro, que apesar de veloz é bastante pesado e praticamente não oferece visibilidade aos pilotos, por conta de sua estrutura tubular. Mas Rubinho não esconde que quer bater um adversário em especial na pista. “O meu principal adversário ainda é o carro. Por causa desta adaptação, de tentar chegar ao meu limite o mais rápido possível. Mas, como piloto, eu acho que aquele que todo mundo quer bater é o Cacá Bueno. Ele é o principal piloto da Stock no momento, é aquele que consegue realmente tirar toda a velocidade que o carro necessita”, afirmou.

As costumeiras pancadas – características das corridas de turismo –, e os esbarrões com os outros carros são bastante comuns em manobras de ultrapassagem não assustam mais Barrichello. Será mais um passo no processo de conhecimento desta novo universo em alta velocidade.

“É um outro tipo de aventura, na qual eu tenho que me acostumar, e não os outros meninos que têm que mudar. Tudo na vida tem que ter um recomeço, e eu estou me dando esse direito. Já recomecei nos Estados Unidos, agora estou recomeçando aqui no Brasil, estou mais perto da minha família, podendo revisitar algumas pistas que eu corri quando era moleque. Estou vendo isso de uma forma muito profissional, mas está maravilhoso”, avaliou Rubinho.

A temporada 2013 da Stock Car terá 12 etapas ao longo do ano. O campeonato se encerrará também no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, no dia 15 de dezembro.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias