Jiu-jítsu

Três pernambucanos disputam o Mundial Profissional em Abu Dhabi

Competição vai distribuir mais de US$ 1 milhão em prêmios

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 10/04/2013 às 19:03
Leitura:

Três pernambucanos estão entre os representantes do Brasil na quarta edição do Campeonato Mundial de Jiu-jítsu Profissional, que começa hoje e vai até domingo, em Abu Dabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Entre os faixas pretas, Bruno Alves compete na 76kg, enquanto Victor Estima e Lucas Rocha disputam na 82kg. Os campeões de cada categoria garantem o prêmio de US$ 10 mil (quase R$ 20 mil). A competição traz ainda os confrontos do absoluto, quando atletas de uma mesma graduação se enfrentam independente de peso. A gratificação, neste caso, é de US$ 30 mil (R$ 60 mil) para os primeiros. 

Para chegar ao Mundial Profissional de jiu-jítsu, lutadores de mais de 50 países tiveram de passar por seletivas rigorosas realizadas, no início do ano, em todos os continentes. Como mora e trabalha dando aulas da modalidade na Austrália, Bruno Alves garantiu a vaga ao ser o campeão do torneio classificatório de Melbourne. Já Victor Estima e Lucas Rocha, que igualmente residem fora do País por causa do jiu-jítsu, se qualificaram ao vencer as seletivas de Portugal e Estados Unidos, respectivamente.

Mais experiente do trio estadual neste torneio, Bruno Alves faz sua terceira participação no Mundial Profissional. Em 2011 e 2012, o lutador conquistou o bronze na categoria até 82kg. “Este ano, decidi baixar para 76kg e me sinto mais forte. Mesmo sabendo que cada luta será uma final, já que todos os meus adversários, assim como eu, já foram campeões mundiais ou pan-americanos. Estou muito confiante que o ouro virá desta vez”, afirmou.

Leia mais na edição desta quinta-feira (11/04) do Jornal do Commercio


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias