Handebol

Brasileira é candidata a melhor jogadora de handebol do mundo

Eduarda Amorim é bicampeonato da Champions League, além de ter participado do elenco que conquistou o inédito Campeonato Mundial com a seleção brasileira, em 2013

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 13/02/2015 às 17:26
Foto: Divulgação
Eduarda Amorim é bicampeonato da Champions League, além de ter participado do elenco que conquistou o inédito Campeonato Mundial com a seleção brasileira, em 2013 - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

A Federação Internacional de Handebol (IHF) divulgou, nesta sexta-feira (13), a lista com as cinco atletas que vão concorrer ao título de melhor jogadora do mundo. Entre elas estará a brasileira Eduarda Amorim. Concorrem com a armadora catarinense a romena Cristina Neagu, a sueca Isabelle Gulldén, a espanhola Marta Mangué, e a norueguesa Heidi Loke. No masculino estão os franceses Nikola Karabatic e Thierry Omeyer, o espanhol Joan Cañellas, o dinamarquês Mikkel Hansen e o croata Domagoj Duvnjak. 

O prêmio é referente a ultima temporada, na qual a atleta conquistou o bicampeonato da Champions League com o Györ Audi ETO, da Hungria. Duda ainda fez parte do elenco que conquistou o inédito Campeonato Mundial com a seleção brasileira, em 2013. 

Eduarda Amorim, que está no Brasil em tratamento da lesão que sofreu no joelho durante um torneio disputado pela Seleção na Espanha em novembro, afirma que é mais um sonho realizado. "Estou muito feliz. É mais um desejo que se concretiza na minha vida. Além disso, me dá ainda mais ânimo de seguir trabalhando e vontade de voltar para as quadras. Desde que fui jogar na Europa tenho esse sonho", comentou a atleta.

Duda sabe que tem 'adversárias' de peso concorrendo ao prêmio, como a pivô norueguesa Heidi Loke, que atua no mesmo clube da brasileira e faturou a premiação em 2011, mas acredita que pode contar com a ajuda dos fãs do Brasil para conseguir um bom número de votos. "Agora vamos fazer uma campanha com a família, os amigos e o público para ver se conseguimos chegar mais perto do primeiro lugar", brincou. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias