Tênis

Delbonis bate Bellucci, e Brasil perde confronto para a Argentina

Com o revés, o Brasil continua sem vencer no Grupo Mundial desde 2001

Da Folhapress
Da Folhapress
Publicado em 09/03/2015 às 14:51
Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas
Com o revés, o Brasil continua sem vencer no Grupo Mundial desde 2001 - FOTO: Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas
Leitura:

A Argentina fechou nesta segunda-feira, em 3 a 2, o confronto contra o Brasil pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis de tênis. O ponto decisivo veio com a vitória de Federico Delbonis sobre Thomaz Bellucci por 3 sets a 1 (6/3, 3/6, 6/2 e 7/5), na quadra montada no complexo Tecnópolis, em Buenos Aires.

A partida foi complementada nesta segunda, após iniciar no último domingo, mas ser interrompida. Não havia iluminação artificial na quadra. O jogo de Bellucci começou atrasado depois que o duelo entre Leonardo Mayer e João Souza, o Feijão, durou seis horas e 42 minutos no domingo.

Mayer triunfou por 3 sets a 2 (7/6, 7/6, 5/7, 5/7 e 15/13). Foi a partida de simples mais longa da história da Copa Davis e a segunda mais longa em todos os tempos.

Com o revés, o Brasil continua sem vencer no Grupo Mundial desde 2001. A última vitória ocorreu sobre o Marrocos, ainda na "era" Gustavo Kuerten.

Agora, a equipe vai disputar a repescagem para permanecer no Grupo Mundial, em setembro.

Com entrada franca, o público lotou as arquibancadas. Havia pouquíssimos torcedores brasileiros. Muito deles, convidados pelos Correios e pela CBT (Confederação Brasileira de Tênis) voltaram para o país no domingo ou nesta segunda.

A imensa maioria argentina tornou o ambiente hostil para os brasileiros. Um casal e seu filho, por exemplo, foram convidados a se sentarem junto com o banco brasileiro por temor de problemas.

Provocações fortes foram repetidas à exaustão, permeadas por muita cantoria -algumas bem humoradas, outras ofensivas.

No intervalo do terceiro para o quarto sets, por exemplo, os torcedores cantaram em coro "Bellucci se cagó" devido ao fato de o brasileiro ter pedido para ir ao banheiro.

Apoiado pela turba, Delbonis, que havia ganhado o primeiro set ainda no domingo, cedeu o empate, mas recuperou a vantagem e a manteve até fechar o duelo.

Quatro vezes vice-campeões da Copa Davis, a Argentina enfrentará nas quartas de final a Sérvia, que tem como líder o número 1 do ranking mundial, Novak Djokovic.

O embate ocorrerá entre 17 e 19 de julho, na América do Sul.

A Argentina também ampliou o retrospecto favorável contra o Brasil na Davis: venceu seis vezes e teve apenas duas derrotas.

A última vitória verde e amarela ocorreu em dezembro de 1974.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias