reforma

Novo Geraldão ficará pronto em junho

Secretário de Esportes da PCR, George Braga, garante que as obras no ginásio estarão concluídas em cinco meses

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 28/01/2016 às 8:05
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Secretário de Esportes da PCR, George Braga, garante que as obras no ginásio estarão concluídas em cinco meses - FOTO: Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:

Após 29 meses de espera, o Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, na Imbiribeira, inicia em fevereiro a etapa final das obras que transformarão o equipamento em um dos mais modernos da América do Sul. A informação foi confirmada pelo secretário de Esportes da Prefeitura do Recife, George Braga, que garantiu que o Geraldão ficará pronto no próximo mês de junho. Embora o prazo só termine daqui a cinco meses, algumas atividades já estão sendo realizadas na parte externa do ginásio.

São os programas Segundo Tempo e Esporte e Lazer da Cidade (Pelc), que oferecem aulas em 12 modalidades. Nesse caso, a principal novidade diz respeito às atividades no novo parque aquático, que conta com uma piscina semiolímpica (25 metros) e outra de menor proporção. “Nós requalificamos a piscina que já existia e construímos uma nova para realizarmos projetos esportivos”, pontuou o secretário. 

Apesar do curto prazo para a conclusão das obras, o que implicaria em maior agilidade nos trabalhos, não havia funcionários trabalhando no Geraldão na tarde desta quarta-feira. O secretário George explicou que a reforma da parte externa está praticamente pronta, faltando apenas colocar a estrutura da cobertura. “Estamos no período de suspensão de alguns dias para a contratação de novos funcionários. Eles vão trabalhar na nova fase da obra”, justificou.

A nova etapa da reforma será dedicada à parte interna do equipamento. A partir de fevereiro, a prefeitura definirá o melhor piso para receber eventos nacionais e internacionais, encomendará as cadeiras e contratará a empresa que realizará a instalação dos assentos. Falta também o acabamento na parte de baixo das arquibancadas e os camarotes. “Depois que definirmos os materiais das cadeiras temos que esperar de 60 a 90 dias pela fabricação”, pontuou.

Inicialmente, a obra foi orçada em R$ 34 milhões, mas durante sua execução chegou ao valor de R$ 45 milhões. Com as reformas, o ginásio terá capacidade para 10 mil pessoas. Além disso, ganhará alojamento com capacidade para 160 atletas, oito camarotes, tribuna de honra, sala de imprensa, restaurante e estacionamento com 750 vagas. Para fechar a estrutura, um placar eletrônico também será instalado no local. 

Quando tudo estiver devidamente em seu lugar, em junho, a prefeitura pretende realizar um evento para inaugurar o novo Geraldão. O plano é sediar alguns jogos amistosos com equipes que tenham relevância no cenário nacional. Por enquanto, não há nada definido por conta das Olimpíadas. É que a reabertura do ginásio cairá cerca de dois meses antes do início dos Jogos do Rio. “Queremos convidar algumas equipes para se enfrentarem em jogos amistosos. Como a data ficará próxima das Olimpíadas precisamos esperar para saber a disponibilidade dos rimes”, finalizou o secretário.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias