Doping

Etiene Medeiros é flagrada no antidoping e pode perder a Olimpíada do Rio

Contraprova da nadadora também deu positivo

Luana Ponsoni e Gabriela Máxima
Luana Ponsoni e Gabriela Máxima
Publicado em 15/06/2016 às 10:56
Satiro Sodré/SSPress
FOTO: Satiro Sodré/SSPress
Leitura:

A nadadora pernambucana Etiene Medeiros corre o risco de ficar fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a partir de 5 de agosto. Ela foi pega no exame antidoping devido a utilização de um remédio para asma. A contrapova da nadadora também deu positivo. A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) já está montando a defesa da atleta para tentar garantir sua presença na Olimpíada. Dependendo do resultado do julgamento, ela pode ficar fora dos Jogos Olímpicos. 

O exame foi feito no dia 8 de maio pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). A substância detectada foi o fenoterol, fármaco utilizado como antiasmático devido ao seu efeito broncodilatador. O composto igualmente estimula os receptores de outros órgãos, melhorando a produção de eritropoietina e anabolizantes, aumentando a força de contração cardíaca.

Inscrita para competir no circuito Mare Nostrum na França, Etiene se retirou sem nadar uma prova sequer. A brasileira disputaria os 50m e 100m livre, 50m e 100m costas e 100m borboleta. 

Nos Jogos do Rio, Etiene tem índice para competir nos 50m livre, 100m livre e 100m costas. Ela também poderá integrar a equipe do revezamento 4×100 m livre e do 4×100 m medley.

A pernambucana se pronunciou por meio de sua assessoria de imprensa, que emitiu uma nota com o seguinte conteúdo. "A atleta Etiene Medeiros está tranquila e determinada a esclarecer o assunto e provar sua inocência. Enquanto isso, ela respeitará todos os limites impostos pelas autoridades esportivas".

Satiro Sodré/SSPress
Etiene Medeiros é a atual recordista mundial nos 50m costas (piscina curta) - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Pernambucana também foi a primeira mulher do País a conquistar um título mundial - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Etiene é especialista no nado costas - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
O índice olímpico nos 100m costas foi um dos mais comemorados por Etiene - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Pernambucana foi a primeira mulher do Brasil a conquistar o ouro no pan-americano, em Toronto-2015 - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Medalha do Pan veio nos 100m costas - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Etiene conseguiu cinco índices para os Jogos do Rio - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Além dos 100m costas, ela também está qualificada nos 50m e 100m livre e 100m borboleta - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Pernambucana é esperança de medalhas para natação feminina do Brasil na Olimpíada - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Ela foi pega no antidoping por usar um medicamento contra asma contendo substância proibidas - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
A contraprova também deu positivo - Satiro Sodré/SSPress
Satiro Sodré/SSPress
Presença de Etiene nos Jogos vai depender da data do julgamento - Satiro Sodré/SSPress



Últimas notícias