Rio-2016

Olimpíada: Descubra o que são as marcas roxas no corpo de Michael Phelps

Michael Phelps e demais nadadores norte-americanos exibem o corpo todo marcado nos Jogos do Rio

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 08/08/2016 às 14:07
Christophe Aimon/AFP
Michael Phelps e demais nadadores norte-americanos exibem o corpo todo marcado nos Jogos do Rio - FOTO: Christophe Aimon/AFP
Leitura:

Quando entrou no Estádio Aquático Olímpico para fazer a sua estreia, na noite do último domingo (7), nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o nadador norte-americano Michael Phelps e demais atletas do país chamaram atenção por exibirem marcas roxas arredondadas por todo o corpo.

As lesões são fruto de um tratamento realizado para acelerar o processo de recuperação muscular dos atletas, chamado de cupping.  Phelps, Caleb Dressel, Ryan Held e Natan Adrian venceram o revezamento 4x100m livre.

 Na tradução para o português, o nome do procedimento ficaria como “sangria” ou “ventosa”. Pequenos copos de vidro são utilizados para realizar sucções na pele dos atletas. Apesar de ser uma técnica milenar, o tratamento é comumente utilizado em competidores de alto rendimento.

Nas redes sociais do maior atleta olímpico de todos os tempos, inclusive, existem registros das sessões de cupping realizadas por ele.

Na noite do último domingo (7), Phelps conquistou sua medalhla de número 23 no evento poliesportivo. Desse total, 19 são de ouro.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias