Adeus?

Ronda Rousey diz que luta contra brasileira será uma das suas últimas

Lutadora norte-americana enfrenta Amanda Nunes no dia 30 de dezembro, no UFC 207

JC Online
JC Online
Publicado em 01/11/2016 às 16:56
Divulgação/UFC
Lutadora norte-americana enfrenta Amanda Nunes no dia 30 de dezembro, no UFC 207 - FOTO: Divulgação/UFC
Leitura:

A volta de Ronda Rousey aos octógonos, no dia 30 de dezembro, quando enfrenta a brasileira Amanda Nunes no UFC 207, não significa que a lenda norte-americana voltará de vez para o MMA. Em entrevista ao The Ellen Show, talk-show de variedades nos Estados Unidos, a lutadora afirmou que a disputa pelo cinturão dos galos feminino será uma das suas últimas lutas da carreira.

"Não (vou ficar) por muito tempo. Estou encerrando (a carreira). É uma das minhas últimas lutas. Quero que todos vejam, pois o show não vai durar para sempre. A preparação é muito cansativa. Se tivesse uma luta agora, não estaria tão nervosa. É o combate mais importante da vida, com milhões de pessoas vendo. O pior são as semanas de espera", afirmou Ronda.

Com apenas 29 anos, Rousey luta desde a infância. No judô, foi bronze na Olimpíada de Pequim, em 2008. No MMA, fez história no UFC, com 12 vitórias consecutivas, tornando-se uma das preferidas de Dana White, chefão da organização. Perdeu o cinturão dos galos em novembro de 2015, após sofrer um nocaute da compatriota Holly Holm. Desde então, lutou contra a depressão e problemas de peso e nunca mais entrou no octógono. 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias