basquete

À espera da Fiba, CBB marca eleição presidencial para 10 de março

A CBB passa por um momento de crise e tem futuro incerto. Eleição oferecerá novas oportunidades para a entidade

JC Online
JC Online
Publicado em 31/01/2017 às 16:00
Divulgação
A CBB passa por um momento de crise e tem futuro incerto. Eleição oferecerá novas oportunidades para a entidade - FOTO: Divulgação
Leitura:

Encerrada a suspensão imposta pela Federação Internacional de Basquete (Fiba), a diretoria da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) marcou para o próximo dia 10 de março a sua eleição presidencial. A data consta em nota oficial assinada pelo presidente Carlos Nunes nesta terça-feira.

O mandatário, que não vai se candidatar à reeleição, poderia marcar a eleição para qualquer data no primeiro trimestre, como manda o estatuto da CBB. Dois candidatos disputam sua sucessão: Amarildo Ramos da Rosa, da federação paranaense, amplo favorito, e Guy Rodrigues Peixoto Junior, ex-jogador e lançado por seu vice, da federação maranhense.

REUNIÃO

Tanto Guy quanto Amarildo foram convidados para uma reunião na Fiba na próxima sexta-feira na Suíça, onde tem sua sede. Também vão participar Nunes e, pela primeira vez, dirigentes da Liga Nacional de Basquete (LNB), que organiza, de forma profissional, o Novo Basquete Brasil (NBB), campeonato nacional masculino.

Nesta reunião deve ser definido o futuro da CBB, depois de uma extensão da intervenção ser descartada. Durante o período que ficou à frente da confederação brasileira, a entidade internacional não promoveu nenhuma ação de impacto, exceto a análise das contas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias